Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
69 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57102 )
Cartas ( 21170)
Contos (12601)
Cordel (10092)
Crônicas (22211)
Discursos (3136)
Ensaios - (9014)
Erótico (13402)
Frases (43751)
Humor (18482)
Infantil (3790)
Infanto Juvenil (2713)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138312)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4889)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->MAGNITUDE DA ONDA DO AMOR -- 25/06/2000 - 18:44 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos






MAGNITUDE DA ONDA DO AMOR







Alguém parou na tua porta na rua

E te viu



Te observou

Te analisou



Descreveu teu sorriso

Te falou



Conversou

Te deu beijinhos



Te escreveu

Tocou teu coração

Tua alma sensibilizou



Entrou em tua casa

Entrou na tua "home"

Com ar familiar



Passou a fazer parte de ti

Como se consanguíneo fosse



No papel de fiel amigo de namorado de amante

O idealizaste

E não mais sua companhia dispensaste



Ele passou a ser alma da tua alma

Carne da tua carne

Tempo do teu tempo



Lugar do teu lugar

Carta da tua carta

Mensagem da tua mensagem

Site do teu site



Entrou na ordem do teu mundo

Tornou-se parte de tua visão cósmica



Passaste a chamar-lhe "meu amor"

Amor da tua vida

Amor do teu coração



Depois amor querido

Amorzinho

Paixão

Ou simplesmente amor



Algumas vezes até pensaste que era

Amor virtual

Em vez de um amor que sempre foi real



Porque era um amor ditado

Pela tua alma

Tua realidade



Amor em tua vida

"Teu amor"

Que te conquistou



Amor secreto

Captado em onda etérea

E em arco de magnitude verdadeira







Jan Muá

Barsília, junho de 2000
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 74Exibido 709 vezesFale com o autor