Usina de Letras
Usina de Letras
38 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62474 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50858)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140901)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6248)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Zé Perêira -- 13/04/2002 - 23:38 (Alexandre da Silva Galvão) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Zé Pereira

Hoje é segunda de Carnaval, o que, a princípio, não faz nenhuma diferença pra mim. Choveu ainda a pouco e o tempo agora está fresquinho fresquinho.... faz um silencio gostoso de passarinho cantar e a gente ouvir... Tirando esse chiadinho monótono do computador e as pingadas que eu estou dando em suas teclas, é só passarinho... não...há também uma vassoura varrendo e uma água jorrando no outro lado da rua... mas isso não tem a menor importància...
Por que eu estou falando assim? O motivo é que agora a pouco, antes da chuva e antes de eu pensar no silêncio, passou aqui na rua um bloco de Zé Pereira...
...Tum... Tum... Tum ...Ra Ta Tá Ta... O "Ra Ta Tá Ta" imitando, evidentemente, as sílabas de Zé Pe rei ra...
Eu tenho nove anos e moro na Vila São José, em Ouro Preto... Na mesa da cozinha do nosso porãozinho mofado, a minha mãe, diante da minha insistência, larga os seus afazeres para bordar a cara de um Catitão numa almofada velha... Enquanto isso, pra não fazer feio à noite, eu treino as três batidas básicas na minha "orgulhosa" lata de óleo ... Tum... Tum... Tum... e meu irmão responde o Zé Pereira em uma frigideira velha...Ra Ta Tá Ta...
Passa o Bloco... vem a chuva... passa a chuva vem o silencio... de se ouvir passarinhos...
... e o chiadinho do computador que me chama ao trabalho...

Alexandre da Silva Galvão
Cachoeira do Campo,15:00, 11/02/02 _uma segunda feira de carnaval fria e nostálgica...
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui