Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
207 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138241)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Redação-->DIA DE FINADOS -- 02/11/2009 - 20:33 (Manuel Joaquim Guerra) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Fui ao campo santo
Sem susto algum entrei
Saudei as sepulturas
Olhos ao céu levantei

Pedi licença há terra sagrada
Para visitar meus ancestrais
Alem dos restos mortais
Já não existe mais nada

Dirigi- me ao cruzeiro central
Como marco da saudade
Onde a alma despiu o orgulho e a vaidade
Rumo há eternidade
Pois a alma é imortal

O corpo é matéria morre
Não vai para a eternidade
É uma roupagem provisória
Que se guarda na memória
No cantinho da saudade

A alma segue serena
Se não carregar mágoa nem dor
Atravessa o túnel da vida
Ao encontro da felicidade adquirida
Que é a morada do senhor

Visitei o campo santo
Com saudade e ternura
Por amor aos antepassados
Neste dia de finados
Adorei a sepultura

Praia Grande, 02 de Novembro de 2009
Manuel Joaquim Guerra
e-mail mjguerra2008@hotmail.com
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui