Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
83 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57395 )
Cartas ( 21182)
Contos (12616)
Cordel (10141)
Crônicas (22260)
Discursos (3139)
Ensaios - (9065)
Erótico (13414)
Frases (44153)
Humor (18595)
Infantil (3853)
Infanto Juvenil (2804)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138563)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2409)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4945)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Por onde anda o Brasil? -- 30/04/2008 - 17:10 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos






Por onde anda o Brasil?







O Brasil adentrou o século vinte e um, estamos realmente vivenciando o futuro, onde criança imaginava as naves interplanetárias, cidades submarinas, o controle da fome, da violência e das doenças.

Quem não divagou assim sobre o futuro, que atire a primeira pedrada! E nesse devaneio o nosso país embarcou rumo às grandes mazelas planetária.

Apresentamos o primeiro vilão direto da máquina do tempo: o tal Aedis egipt, inseto voador que está derrubando muito marmanjo, levando mães ao desespero, enterrando criancinhas, que são suas maiores vítimas.

Ainda no mesmo vagão da doença, temos a hepatite, a tuberculose, sem falar das doenças que permeia o mundo futuro, como a AIDS e o câncer.

A violência cresce a passos largos, em Salvador então, não podemos ir a qualquer lugar que sofremos o risco de ser assaltados, a solução é ficar em casa e rezar para ter um pouco de paz, na nossa vizinhança e haver vaga no estacionamento.

A educação brasileira viveu o grande sonho estelar do FUNDEB, em que era alardeado um grande passo em direção à valorização do professor, inventaram tanta cláusula e tanto parágrafo e incisos que não deu em nada, acho que “eles” se arrependeram e pensaram bem no quanto iam “dar” para o professor, e ficou melhor “dando” mais trabalho, e continuar criticando os profissionais de ensino, pois as salas continuarão cheias de alunos desinteressados e sem educação ninguém irá exigir seus direitos.

A floresta Amazônica diminui a cada dia, as ONG dominam a região, em breve teremos um território internacional.

A classe dos políticos caiu na credibilidade há muito tempo, mas o povo ainda é obrigado a votar, não pode opinar sobre os destinos desse imenso e rico país, cujas verbas que são destinadas para projetos de saúde e educação, que já são poucas, são desviadas em cada esquina até chegar ao seu destino.

O Brasil que é tido como uma das maiores economias do mundo, realmente é “uma criança grande perdida” que adentrou o século vinte e um com um monte de problema, até tremores de terra estão aparecendo, o seu povo continua sofrendo, até lixo anda comendo; os políticos enriquecem cada vez mais em detrimento do achatamento da classe média, o grande projeto deste século é: Todos no salário mínimo!

E o nosso sonho de uma civilização avançada cai por terra, sequer a viagem no tempo ocorrerá, mas para satisfazer toda uma sociedade, eu trocaria todos os “avanços” da nossa tecnologia por um pouco de paz, ter ao menos a certeza de saber que sairei para trabalhar e voltarei ileso, e quanto às naves interplanetárias e viagens espaciais, que eu tanto prezo, trocaria por um prato de comida para cada criança e adulto, que não sabe se até o final do dia terá a sua primeira refeição.



Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui