Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
118 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57047 )
Cartas ( 21170)
Contos (12607)
Cordel (10080)
Crônicas (22199)
Discursos (3134)
Ensaios - (9000)
Erótico (13395)
Frases (43640)
Humor (18454)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2688)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138234)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4852)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->NUA -- 23/06/2000 - 23:57 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos








NUA





Talvez te peça perdão

Pela avidez com que te olho

Nua

Serena e orvalhada

Bem perto do vidro baço da estação



Talvez te peça perdão

Por olhar com romantismo

Tua misturada convivência

Com os verdes ramos de palma

Onde se ouvem alegres chilros

De andorinhas azuis



Na clareira luminosa do horizonte

Tua pele aparece mais clara e láctea

Na doce voracidade com que te olho



Preservado na minha concha

Não sou o caramujo que idealizas

Nem o dandy de muitas festas vazias



Os vários poliedros das múltiplas geometrias

Me revelam a flexibilidade do esquadro

Que aplico na redefinição de minha perspectiva



Na recolha das peças do jogo

Entenderás que sou apenas

Um honesto observador

Do que de mais íntimo de ti chegou a mim

Sem prejuízo do xeque-mate do teu xadrez.





Jan Muá

Brasília 10 de dezembro de 1987
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 74Exibido 703 vezesFale com o autor