Usina de Letras
Usina de Letras
73 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59789 )

Cartas ( 21259)

Contos (13362)

Cordel (10327)

Cronicas (22226)

Discursos (3173)

Ensaios - (9570)

Erótico (13486)

Frases (47424)

Humor (19436)

Infantil (4671)

Infanto Juvenil (3997)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138951)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5694)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Intentona comunista (lembrar é preciso - 20) -- 27/11/2001 - 17:22 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Todo mundo sabe o que foi a Intentona Comunista, de 27 de novembro de 1935. A história de comunistas matando brasileiros inocentes. O monumento construído na Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, preserva a memória dos brasileiros mortos covardemente pelos comunistas. Porém, ao mesmo tempo em que esse monumento se encontra esquecido, ignorado pelos pauteiros da imprensa, erguem-se memoriais e memoriais a Luiz Carlos Prestes em todo o território nacional, para imortalizar os crimes de um dos maiores traidores que já nasceram em nosso País, vendido à Pátria Mãe Rússia.



Para um conhecimento mais profundo daquele tenebroso episódio, leia o livro “A Grande Mentira”, do General Del Nero, publicado pela Biblioteca do Exército Editora em 2001; e o livro "Camaradas", de Waack, com pesquisas em arquivos de Moscou.



Leia, ainda, a contribuição do site TERNUMA, que transcrevo abaixo.



----------------



“Você sabia?



- que o Komintern - do alemão "Komunistiche Internationale" - era o organismo soviético, sediado em Moscou, que, de 1919 a 1943, foi o encarregado de exportar o comunismo para todo o mundo?



- que foi o Komintern o órgão que financiou a Intentona Comunista de 1935?



- que as últimas contribuições de Moscou para o PCB, por ordem do Comitê Central, foram para a campanha eleitoral de 1989, quando o atual Senador," basileiro" , Roberto Freire foi candidato à Presidência da República?



- que quem fez esta declaração foi o ex-diplomata da União Soviética no Brasil, Vladimir Novikov, coronel da KGB, que serviu em Brasília sob a fachada de Adido Cultural junto à embaixada soviética, nos anos 80?



- que o PCB( Partido Comunista Brasileiro) sempre foi subordinado ao PCUS ( Partido Comunista da União Soviética)?



- que o PCUS sempre manteve sob estreito controle a direção política do PCB, a forma como eram escolhidas as suas lideranças, seus processos de formação ideológica, bem como aquilo que sempre foi mais importante para o partido: "o auxílio fraternal " em dólares?



- que em 1990, último ano de funcionamento ativo do PCUS, essa "ajuda fraternal" ao Partido Comunista Brasileiro foi de US$ 400.000,00 (Quatrocentos Mil Dólares) segundo os arquivos do Kremlim conforme divulgado pelo Tribunal Constitucional russo, que em 1992 julgou os crimes do PCUS?



- que, além do canalha Luiz Carlos Prestes, traidor e vendilhão de sua Pátria, foram deslocados para o Brasil pelo KOMINTERN, a fim de preparar as "condições objetivas e subjetivas" para a deflagração da INTENTONA COMUNISTA, os seguintes agentes:



- INÊS TULCHNISKA, alemã, que também utilizava os nomes de"Inês Guralsky" e "Janina", dava assistência política ao PCB no início da década de 30. Casada com ABRAHAM GURALSKY, após a Intentona passou uma temporada em Moscou, sendo desconhecido seu paradeiro posterior;



- ABRAHAM GURALSKY, alemão, que também usava os nomes de "Boris Heifetz" e "Rústico", foi chefe do BSA ( Bureau Sul- Americano ) em Buenos Aires, no início da década de 30. Em Dez 34 foi deslocado para o Brasil, procedente de Moscou, onde morreu em 1960, após haver passado, como prisioneiro, pelos "Arquipélagos Gulag";



- ARTHUR ERNST EWERT, alemão, que também usava os nomes de "Harry Berger","Albert", "Castro" e "Negro", casado com Elise Saborovsky, no início dos anos 30, ministrava assistência política ao Comitê Central do PCB, em 1933 foi deslocado para a China, onde desenvolveu atividades até dezembro de 1934, quando foi mandado de volta ao Brasil. Após a Intentona Comunista, foi preso no Rio de Janeiro, sendo libertado em 1945 em decorrência da anistia concedido em abril desse ano pelo Presidente Getúlio Vargas, viajando para a Alemanha Oriental, onde, em 1959, morreu;



- ELISE SABOROVSKY, alemã, também conhecida pelo apelido de "Sabo", foi presa no Rio de Janeiro após a Intentona Comunista e, em 1936, deportada para a Alemanha, juntamente com OLGA BENÁRIO;



- JAN LOPES, alemão, que também usava os nomes de "Alonso", "Emílio", "Eoles", "Cazon" e "Macário", deslocado para o Brasil em outubro de 1933, anteriormente, militou no Partido Comunista Argentino, saiu do Brasil em abril de 1935, para o Equador, via Chile, por incompatibilidade com RODOLPHO JOSÉ GHIOLDI, permaneceu uma temporada no Chile participando de atos atos terroristas, vindo a morrer no Equador;



- BORIS KRAEVSKY, russo, atuou no Rio Grande do Sul, no início dos anos 30, com a tarefa de dar assistência à Juventude Comunista do PCB, destino ignorado;



- RODOLPHO JOSÉ GHIOLDI, argentino, que também usava os nomes de" Autobelli", "Luciano Busteros", "Indio" e "Quiroga", era membro do BSA ( Bureau Sul- Americano ) em Buenos Aires, no início da década de 1930. Foi deslocado para o Brasil em dezembro de 1934, juntamente com sua mulher Carmen de Alfaya. Após a Intentona Comunista foi preso e, durante a II Guerra Mundial, deportado para a Argentina, onde morreu em 1985;



- CARMEN DE ALFAYA, argentina, casada com RODOLPHO JOSÉ GHIOLDI, após a Intentona Comunista foi presa e, durante a II Guerra Mundial, deportada para a Argentina, onde vivia em 1993;



- OLGA BENÁRIO, alemã, que tamnbém usava os nomes de "Frida Leuschner","Ana Baum de Revisor", "Olga Sinek", "Olga Bergner Vilar" e "Zarkovich", membro do IV Departamento do Exército Vermelho ( Inteligência Externa), casada na URSS com B.P. NIKITIN, viajou ao Brasil acompanhando LUIZ CARLOS PRESTES, em dezembro de 1934, cumprindo missão que lhe fora atribuida pelo "EKKI". Foi presa em 06 de março de 1936, juntamente com LUIZ CARLOS PRESTES, sendo deportada para a Alemanha, onde morreu em 1942, em um campo de concentração;



- JOHANN DE GRAAF, alemão, que também usava os nomes de "Jonny", "Mattern", "Franz Gurber", "Pedro" e "Richard Walter", profissão: "terrorista" ( qualificação que lhe fora dada, em Moscou, por seu instrutor no curso de "Trabalhos Especiais", casado com HELENA KRUGER, foi deslocado para o Brasil em 1935. Foi morto em Moscou em 1938, pela "NKVD", polícia política do Estado Soviético;



- HELENA KRUGER, alemã, que também usava os nomes de "Erna Gruber", "Lena" e "Lee", foi deslocada para o Brasil em 1935 junto com o seu marido. Teria cometido suicídio em Buenos Aires, em 03 de dezembro de 1936, após receber ordem de voltar para Moscou;



- PAVEL VLADIMIROVICH STUCHEVSKI, russo, que também usava os nomes de "Leon Jules Vallée", "Paul" e"René", casado com SOFIA SEMINOVA STUCHSKAIA, russa, que também usava os nomes de "Sofia Seminova Morgulian" e "Alphonsine Vallée". Eram membros residentes do KOMINTERN no Brasil, para onde foram enviados em 1935, ambos chefiavam o único "aparelho"do KOMINTERN instalado na Améica Latina. Esse "aparelho" chegou a utilizar 7 pessoas no Rio de Janeiro, 2 em São Paulo. Foram mortos em 1938, em Moscou, pela "NKVD";



- AMLETO LOCATELLI, italiano, que também usava os nomes de "Aldophe Hala", "Walter" e "Bruno", deslocado para o Brasil em outubro de 1935. Morreu em março de 1937, participando da Guerra Civil na Espanha;



- "MARGA", alemã, não identificada, secretária de ARTHUR ERNST EWERT;



- MENDEL MIROCHEVSKI, polonês, que também usava os nomes de"Losovski","Loviski" e "Juan", deslocado para o Brasil em setembro de 1935. Paradeiro desconhecido;



- STEBAN PEANO, argentino, que também usava o nome de "Grassi", assistente político do Comitê Regional do PCB/SP a partir de 1934. Paradeiro desconhecido;



- MARIA BANEJAS, argentina, que também usava o nome de "Antonia", companheira do brasileiro HONORIO DE FREITAS GUIMARÃES,"Martins",Secretário de Organização do Comitê Central do PCB. Paradeiro desconhecido;



- VICTOR ALLEN BARON, norte-americano, que também usava os nomes de "James Martin"e "Raimond", especialista em comunicações. Morto após ser preso pela polícia, em 1935, sendo a morte dada coma suicídio;



- MARCOS YOUBMAN, argentino, que também usava o nome de "Arias", correio pessoal de PAVEL VLADIMIROVICH. Foi preso no Rio de Janeiro, em 1935, e desapareceu?



- que além dos estrangeiros acima relacionados, PAVEL VLADIMIROVICH STUCHEVSKI, coordenava as atividades de 07 outros brasileiros;

- CELESTINO PARAVENTI, milionário brasileiro, comerciante de café em São Paulo;

- "Fonseca", residente em São Paulo;

- FERREIRA FILHO, radicado no Rio de Janeiro, que recebia, em seu endereço, correspondência destinada a PAVEL;

- POMPEU MAGALHÃES, idem;

- MESSIAS DOS SANTOS, também conhecido como "ESCARSEMA", casado comJULIA DOS SANTOS.

- Ambos eram caseiros de LUIZ CARLOS PRESTES;

- JULIA DOS SANTOS, casada com MESSIAS DOS SANTOS, presa no Rio de Janeiro, no "aparelho" de Prestes;

- "Tomaz", estudante, correio entre PRESTES e a ANL, nunca foi identificado;



- que essa parte da História da Intentona ainda não havia sido revelada?”



Extraído de TERNUMA (www.ternuma.com.br)

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui