Usina de Letras
Usina de Letras
14 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61949 )

Cartas ( 21333)

Contos (13251)

Cordel (10444)

Cronicas (22528)

Discursos (3234)

Ensaios - (10254)

Erótico (13559)

Frases (50347)

Humor (19993)

Infantil (5387)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140709)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->A espera de uma mensagem -- 12/08/2002 - 19:43 (Andréia Aparecida da Silva) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A espera de uma mensagem ...



Procuro a felicidade,

Nas grandes coisas não a encontro,

Nas pequenas não a encontro.

No teu peito ... lá ela está.



Refugio adorado

Que tão pouco dura,

Mas que tão bem provoca,

Momentos mágicos

Que por vezes não aproveito

Pois sei que logo acabará.

Felicidade como te quero,

Como te busco,

Sem nada encontrar

Felicidade como te espero

Por vezes até te venero

Estou com medo de amar.



Se passam as horas

E nada muda

Uma palavra...

São tantas as formas de mensagens

Espero uma tua e nada vem,

“nenhuma nova mensagem”...

são tantos os sinais

espero um teu

e nada vem,

“nenhuma chamada não atendida”...



os dias vão passando

luto mas a cada instante cresce mais,

me domina, me consome

e por vezes me coroe...

penso não ser justo,

mas as pedras são fundamentais

penso em esquecer,

em deixar para trás e guardar disso tudo

apenas o teu olhar

risos...

mais fácil esquecer de respirar ...



e é belo,

verdadeiro,

forte,

inexplicável...

quero gritar para o mundo

chacoalhar-te e abrir teus olhos,

se é belo, isso é justo ?

se é verdadeiro, isso é justo?

se é forte, isso é justo ?

se é inexplicável, o que eu estou tentando fazer?



Momentos, doces momentos,

Momentos, inesquecíveis momentos,

Momentos, que para mim poderiam durar para sempre...

Digo a mim mesma, só mais um minuto

E sigo ali em teu peito,

Tão indefesa

E ao mesmo tempo segura.

Será que não repara

Que minha face se ilumina?

Será que não repara

Que meu corpo se estremece?



Porque não confias

Em mim e em ti mesmo?

Que poderia se você quisesse

porque eu quero com todas as forças,

com todas forças que restam apesar da batalha que

travo comigo mesma.



e segue ... é um misto de prazer e agonia,

prazer ao teu lado,

agonia longe de ti,

esperar, perseverar, me acalmar

dizem que devo,

mas como?

Se cada minuto parece uma hora

00:00 , 00:15 , 00:30

“nenhuma nova mensagem”

e faço planos para termos momentos,

e me esforço para que eles aconteçam,

será que um dia será mais do que isso ?

tomara, quero e mereço esta chance.



sei que posso,

te levar a sério.

mas só posso contigo.

e a noite segue...

viagem sem trem, sem avião,

não quero chorar agora,

espero um dia sorrindo

poder te mostrar isso tudo,

sei que posso...

e explicar o inexplicável



cadê você?

Que está aqui dentro,

felicidade...

ela está no meu peito...

quando estou no teu peito...

literalmente falando ...



Andréia Ap. Silva

















Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui