Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
151 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58689 )
Cartas ( 21227)
Contos (13013)
Cordel (10258)
Crônicas (22153)
Discursos (3159)
Ensaios - (9336)
Erótico (13466)
Frases (45891)
Humor (19092)
Infantil (4325)
Infanto Juvenil (3497)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1335)
Poesias (137807)
Redação (3032)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2423)
Textos Jurídicos (1941)
Textos Religiosos/Sermões (5392)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->TJN - 007 - Justiça, que justiça? -- 04/06/2007 - 19:26 (TERTÚLIA JN) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Coitado, o barão da droga Português tinha sido condenado a 25 anos de pildra, no ano de 2000. Reabriram o processo, e chegaram à conclusão que não havia provas suficientes para a condenação.

Como pode um País ter uma justiça destas? É criminoso num ano e alguns anos depois é inocente, por “erros de processo”

Inocentes parecemos todos nós, em andar a sustentar incompetências.

Andam os criminosos a gozar com a justiça e a justiça a gozar com o Povo

Dás uma bofetada, vais presos; roubas uma carteira, vais preso; és apanhado com um saquinho, vais preso. No entanto, se fores

agredido com violência, ninguém vai preso; se roubares milhares de contos, desculpem não é roubares é desviares, não vais preso; se fores dos grandes da droga, também ficas ilibado.

O dinheiro tudo compra, até a mentira em tribunal.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui