Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
52 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59135 )

Cartas ( 21236)

Contos (13102)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46519)

Humor (19281)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138234)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Infantil-->A VINGANÇA DE DIONÍSIO -- 24/03/2009 - 19:00 (Délcio Vieira Salomon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. A VINGANÇA DE DIONÍSIO

Délcio Vieira Salomon



Dionísio era o tirano de Siracusa. Tinha como rival o rei de Tebas.

Diz a história que Dionísio, por ser um governante sem escrúpulos, queria se vingar do rei de Tebas. Talvez por este ter-lhe negado algum favor ou mesmo, o que é mais provável, por pura inveja, pois não agüentava ver como era diferente em caráter e sabedoria o rei de Tebas.

Um dia se encontrou com ele e ficou sabendo que seu herdeiro acabara de nascer.
Ofereceu-se para educar seu filho, pois sua corte em Siracusa tinha muito mais recursos que a de Tebas.

Então, combinaram que, quando o menino atingisse seis anos seria entregue a Dionísio.

E assim foi feito.

Mal o menino chegou á corte de Siracusa, Dionísio confiou a um pedagogo previamente instruído, a educação de seu filho.

Tinha combinado com aquele tutor o seguinte: Faça em tudo a vontade do menino.

O menino jamais era repreendido. Tudo o que queria fazer, lhe era concedido. Usava a velha pedagogia do “jamais dizer não”.

Ficou adolescente. Virou jovem. Cheio de vícios e manias. Era o verdadeiro monstro em termos de moralidade. O protótipo do mau caráter.

Talvez tenha sido pior do que Nero que surgiria em Roma como o exemplo do mais devasso de todos os imperadores, reis e governantes que a história já registrou.

Pois bem, quando o filho do rei de Tebas, adulto, já estava mais do que podre moralmente, Dionísio mandou seu preceptor levá-lo ao pai em Tebas.

Junto lhe enviava uma carta em que lhe dizia: - Eis a vingança de Dionísio.

No reino de Tebas, o príncipe herdeiro se tornou o pior dos tebanos. Foi tão pervertido que acabou arruinando a família real e teve morte terrível. Por causa dele acabou o império tebano.

Os pais que vivem fazendo as vontades de seus filhos, com receio de não desagradá-los e assim não sabem lhes dizer NÃO, deveriam refletir sobre este fim do filho do rei de Tebas.

Os franceses chamam a esses filhos mimados, que crescem cheio de vontades, de "enfants gâtés" (ao pé da letra: "crianças deterioradas, corrompidas"). Acredito que se um pai ou mãe, contasse para seu filho esta história, para que ele se conscientize de que, se está cortando suas asas, é para seu bem, pensando no seu futuro, garanto que o filho compreenderia e lá dentro de seu subconsciente ficaria com esta lição gravada.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui