Usina de Letras
Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
148 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58838 )
Cartas ( 21227)
Contos (13023)
Cordel (10266)
Crônicas (22173)
Discursos (3163)
Ensaios - (9365)
Erótico (13473)
Frases (46077)
Humor (19152)
Infantil (4363)
Infanto Juvenil (3562)
Letras de Música (5469)
Peça de Teatro (1332)
Poesias (137980)
Redação (3039)
Roteiro de Filme ou Novela (1060)
Teses / Monologos (2425)
Textos Jurídicos (1940)
Textos Religiosos/Sermões (5434)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Frases-->Filosofias do Martinho da Vila 2ª parte -- 30/11/2008 - 22:37 (AROLDO A MEDEIROS) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Filosofias do Martinho da Vila 2ª parte

Pesquisa feita por Aroldo Arão de Medeiros
Extraídas de todos os discos e CDs do Martinho
21/01/02

63 Já vem raiando o dia e a lua vadia ainda passeia no céu.
64 Lhe disse que não trocaria seu cheiro de rosa por cravo ou canela.
65 Mais as esmolas minguando e aumentando as mãos.
66 Me bebe como cachaça, me come como canjica.
67 Me diga porque a gente foi nascer, se a vida do pobre é um eterno sofrer, se falta coragem até pra se matar.
68 Me faz bem homem que eu te faço bem mulher.
69 Meu amor quando me beija tem gosto de quero mais.
70 Meu passado dá novela, meu futuro dá enredo.
71 Minha alma só quer voar nas asas da gaivota.
72 Minha solidão é tanta que até minha sombra se mandou de mim.
73 Na boca um mel que lambuza, meti logo a minha colher.
74 Na sombra de um arvoredo, quem já trabalhou não chora.
75 Não cante essa moça bonita porque ela está com o marido do lado.
76 Não há alguém tão ruim que não tenha uma boa qualidade.
77 Não há deserto sem água e coração sempre aberto.
78 Não há nada melhor do que uma mulher, bem mulher.
79 Não liga se a gente olha, rebola pra gente olhar.
80 Nesta roda só tem ricos, pois estão de mãos fechadas.
81 No pega-pega o geme-grita, descontrola.
82 Nossa bandeira é um sudário e o Vasco religião.
83 Nossas lágrimas são chuvas, nossos corpos, plantação.
84 Nunca vi boniteza que possa ser com parada a uma mulher separada.
85 O carioca vive perigosamente.
86 O ciúme que matava acabou de falecer.
87 O homem não é um animal, mas é irracional.
88 O samba é o pai da alegria.
89 O teu orgasmo é poesia não metrificada.
90 Os lindos joelhos equilibram o corpo.
91 Os soluços põem o coração descompassado.
92 Passarinho de gaiola quando fica livre estranha a imensidão.
93 Pobre é quem nasceu sm sorte.
94 Pobre se casa com pobre pra viver sempre mal.
95 Pra ficar comigo tem que ser mulher, bem mulher.
96 Pra quem sabe ler, um pingo é um pingo.
97 Quando um nego ta morto de fome, um outro não tem o que comer.
98 Quão excitante o sol me possuindo.
99 Que cintura, que curva, que luva, que uva, que coxas!
100 Quem chuleia a verdade alinhava sem atar.
101 Quem é do mar não enjoa.
102 Quem é fã se dá com amor.
103 Quem foi que disse que amar é tolice?
104 Quem não tem o seu iate sobe o rio de jangada.
105 Quem tiver mulher bonita traga presa na corrente.
106 Quem vê o mundo com os olhos da poesia, descobre filosofia até num dito popular.
107 Quero lhe beber como cerva gelada.
108 Quero me perder e me achar nos braços dessa menina.
109 Receiosamente sem receio.
110 Se encantaram com a mãe natureza descobrindo o próprio corpo.
111 Se estamos juntos, tu és única, mulher.
112 Se estou lá tenho que vir, se estou aqui tenho que voltar.
113 Se eu amo a quem não me ama é o grande sol que sorri.
114 Se eu estou na claridade quero luz pro meu irmão.
115 Se eu não amo a quem me ama é sombra que está aqui.
116 Só não dá pra cantar mesmo é vendo o sol nascer quadrado.
117 Só queria casar um pouquinho com ela.
118 Sou errado, sou perfeito. Imperfeito, sou humano.
119 Sou seu pião e não quero sair da sua fieira.
120 Surgi nadando na bolsa d’água.
121 Tão aconchegante o colo perfeito e o umbigo bem feito.
122 Ter na amante como amante a minha mulher
123 Tira sons de um lamento pra poder cantarolar.
124 Toda rosa é uma flor, mas nem toda flor é uma rosa.
125 Todo mundo tem que ser viandante.
126 Um prato feitinho pra garfo e colher.
127 Viver a vida é um desafio.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 11Exibido 1384 vezesFale com o autor