Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
182 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58139 )
Cartas ( 21211)
Contos (12855)
Cordel (10239)
Crônicas (22080)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13453)
Frases (45289)
Humor (18935)
Infantil (4156)
Infanto Juvenil (3232)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138700)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5249)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Educação Parte V -- 19/02/2007 - 17:30 (Maria Augusta Camargo Schimidt) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Artigos sobre Educação / Profª Augusta Schimidt

Fevereiro/2007

Parte V



Contribuição da Arte nas dificuldades de aprendizagem



A criança com dificuldades de aprendizagem tem muitas vezes, problemas de comunicação verbal, causados por dificuldades de recepção, de compreensão da informação recebida ou de emissão.

A arte é um meio de comunicação não verbal e através dela, a criança pode se expressar por este meio alternativo. Mesmo a criança que não apresente comprometimento na linguagem tem muitos sentimentos profundos para expressar que são mais fáceis de mostrar visualmente do que através de conversa. Numa situação onde ela se sinta aceita ela pode mostrar sua visão do mundo, sem medo de critica.

A criança com problemas, tem em geral, pouca confiança em si mesma. Não acredita que consegue fazer algo mesmo antes de tentar fazer. Por isso nem tenta com medo de errar. Perde a curiosidade natural, protegendo-se atrás de um comportamento apático. Mas, lentamente ela vai percebendo a confiança que o professor tem nela e começa a perceber que é capaz de fazer.

Lentamente vai percebendo o resultado de seu próprio esforço e começa a fazer, pois em arte não existe o desenho certo e o desenho errado.

Muitas crianças aprendem que é proibido mexer nas coisas, se sujar, pegar em tudo. Mas em artes, espera-se que a criança participe, se envolva, manuseie os materiais. Ela sente que é bom amassar barro, melar as mãos com tinta, pintar com os dedos, passar as mãos em materiais com diversas texturas. Ela é incentivada a explorar todos os objetos, através de todos os sentidos inclusive do gustativo e sente prazer nisso. E ao mesmo tempo e de forma agradável, e sem perceber, ela desenvolve sua coordenação motora e viso motora.

Hora de criar

À medida que as crianças começam a valorizar seu próprio trabalho, podemos exigir delas um pouco mais estimulando-as a irem além do que já conhecem para inventar formas novas. Elas mesmas se surpreendem com o que são capazes de descobrir.

Numa situação onde se estimula a criatividade, a criança pode se soltar ser mais espontânea, tomar iniciativas.



Observando meus alunos, percebi que no desenho tudo subsiste ao mesmo tempo: “em apenas um olhar você enxerga tudo, já no texto escrito, você tem que ler palavra por palavra para poder entender”. Em suma, há uma simultaneidade na percepção dos elementos do desenho contraposta à linearidade da fala e da escrita.



http://geocities.yahoo.com.br/poesiadaalma
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui