Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
60 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59107 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9435)

Erótico (13481)

Frases (46494)

Humor (19273)

Infantil (4456)

Infanto Juvenil (3718)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138218)

Redação (3051)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5518)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Infantil-->Acreditamos, também, no que não Vemos -- 29/01/2002 - 18:21 (Domingos Oliveira Medeiros) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
Um casal de ateus tinha uma filha, a quem nunca falaram de Deus. Uma noite, quando a menina tinha cinco anos, seus pais discutiram, e o pai zangado e transtornado, deu um tiro na mãe. Logo em seguida, suicidou-se. A menina assistira a tudo aquilo. Passada esta horrível situação, a menina foi encaminhada para um lar adotivo. Um dia, sua mãe adotiva levou a menina para uma aula de religião. Antes, porém, a mãe adotiva explicou para a professora que a menina nunca tinha ouvido falar de Deus e que, por isso mesmo, tivesse com ela um pouco de paciência.
A professora então, ao iniciar a aula, pegou numa figura de Deus e, em seguida, perguntou a todos os alunos:alguém sabe quem é esta pessoa? E a menina adotada, levantou-se e respondeu: Eu sei! Eu sei, professora!Esse é o homem que segurava minha mão e me confortava na noite em que os meus pais morreram.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui