Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
49 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59142 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9441)

Erótico (13481)

Frases (46535)

Humor (19286)

Infantil (4462)

Infanto Juvenil (3733)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138253)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5528)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Crônica -poema Eu te vejo -- 11/02/2002 - 14:44 (Vânia Moreira Diniz) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Eu te vejo

Nos momentos de tanto sonho,
Nas alegres tardes coloridas,
Nos dias claros de sol intenso,
Nas manhãs de cumplicidade,
Nos planos tão fascinantes,
Eu te vejo...

Eu te vejo
Quando abro os olhos sonolentos,
E avisto da janela o movimento,
Na agitação da minha vida,
Em cada pensamento silencioso,
No planejamento de todo instante,
Quando percebo um olhar silencioso
Eu te vejo...

Eu te vejo
No balanço das folhas de um arbusto,
Ao ouvir o canto das cigarras no verão,
Ao contemplar o horizonte esperançoso,
Com promessas de vida e felicidade
Quando sinto meu coração falando,
E ao recordar nossos segredos
Eu te vejo...

Eu te vejo
Nas noites de amor cálidas e intensas,
Na entrega mútua cheia de paixão,
Nos momentos vibrantes e prazerosos,
Nas juras sussurradas em doce entrega,
Na certeza da vida que se desdobra,
Nos olhares a se procurarem ternos
Eu te vejo...

Eu te vejo
No universo a mostrar todo o esplendor,
No infinito mar maravilhoso e confidente,
Nas montanhas erguidas em altivez,
Nas planícies rasas e equilibradas,
Na criança a simbolizar mistérios,
No amor, na solicitude e compreensão.
Eu te vejo...

Eu te vejo no amor universal,
Na solidariedade e amizade,
Na fecundidade do planeta
No amor dos irmãos terrenos,
No grito de entusiasmo,
Na vida enfim,
Eu te vejo.



Vânia Moreira Diniz.
Bsb quarta-feira
www.vaniadiniz.pro.br





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui