Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
110 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57379 )
Cartas ( 21181)
Contos (12605)
Cordel (10139)
Crônicas (22257)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44138)
Humor (18585)
Infantil (3847)
Infanto Juvenil (2802)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138546)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A Libertação -- 15/06/2002 - 16:05 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A LIBERTAÇÃO





A presença do sentimento

é que une as pessoas

Sem nenhum ressentimento

Falamos a Deus e o mundo

Sobre o nosso sub-desenvolvimento.



Sentimento nobre, nativista

Possui alguns poucos

No que era diferente de antigamente.



Hoje o País vive todo "derramado"

Estamos mais do que endividados,

Não aparece ninguém agora

Capaz de nos tirar desta crise

Que cada vez piora.



Fomos explorados por portugueses,

Espanhóis, ingleses e holandeses,

Agora pela classe dominante

Por cima e por baixo do pano,

Sem falar nos americanos...



Será que antes éramos mais valentes?

Na independência de outros países

O nosso foi atrás.

Pessoas de ideais e conhecimento

Entraram em entendimento

Sem os portugueses tomarem conhecimento.



Muitas pessoas de grandes ideais

Padres, coronéis e generais

Assim como traidores do movimento.



O movimento ia se consolidando

Com ideais independentes crescendo,

Só esperando a hora da "derrama"

Para estourar o movimento

E de surpresa sairmos vencendo.



O inconfidente de menor posição social

era um militar segundo tenente

Além disso "arrancava" dentes

Era chamado de Tiradentes.



O pobre Tiradentes que levou a pior

Se deu como culpado

E acabou enforcado.



Mas daí em diante

Ninguém segurava os grupos então

Que tramavam sempre uma nova conjuração.



Nos libertamos de Portugal

Mas ficou tudo praticamente igual,

O País da América do Norte

Que ficou Independente junto com a gente,

Quer tirar o Grito de Pedro I

De "Independência ou Morte!"



mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm



Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui