Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
195 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58147 )
Cartas ( 21211)
Contos (12856)
Cordel (10239)
Crônicas (22090)
Discursos (3147)
Ensaios - (9227)
Erótico (13452)
Frases (45298)
Humor (18938)
Infantil (4160)
Infanto Juvenil (3233)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138718)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5252)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A Cirurgia -- 25/01/2002 - 13:21 (Jorge Ribeiro Sales) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Tudo aconteceu de repente.Por mais que se esforçasse ela não conseguia urinar.Era só tentar e as dores vinham insuportavelmente.Era fácil perceber em seu semblante todo o sofrimento.Não houve jeito.Aliás houve.Levá-la urgentemente à clínica.Em lá chegando a especialista aplicou-lhe injeções para tudo.Assim, por ensaio e erro , o risco de errar era pequeno.Quase todas as enfermidades eram contempladas naquele diagnóstico.Introduziram-lhe, para facilitar o xixi ,um cateter e como não podia deixar de ser, providenciaram com a urgência que o caso requeria , uma radiografia.Agora saberíamos finalmente a causa de tanto sofrimento.Justiça seja feita.Com as injeções as dores diminuíram embora aumentasse a conta do hospital.No final do corredor aponta o enfermeiro com o radiodiagnóstico na mão.Estavam lá claramente,qualquer leigo poderia identificar, quatro pedras.Os rins e aquelas pedras.Ninguém conseguiria urinar deste jeito.Não havia o que fazer.Impossível pedras daquele tamanho serem expelidas com apenas estímulos.Daí para a cirurgia foi questão de 24 horas.Procedimentos pré-operatórios,.anestesia e os rins se livraram definitivamente daqueles objetos intrusos.Para não perderem a viagem ou por economia de tempo,precaução ,sei lá tiraram também da paciente o útero e o ovário .
Hoje, livre de todos os problemas, minha pequinês transita pela casa com aquele olhar triste mas ,feliz.Às vezes até faz xixi onde não deve e eu prefiro assim.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui