Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
142 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57788 )
Cartas ( 21194)
Contos (12698)
Cordel (10213)
Crônicas (22324)
Discursos (3143)
Ensaios - (9130)
Erótico (13430)
Frases (44614)
Humor (18718)
Infantil (3977)
Infanto Juvenil (2918)
Letras de Música (5483)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138439)
Redação (2958)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1931)
Textos Religiosos/Sermões (5054)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Teses_Monologos-->Cidadezinha x usuário -- 07/10/2019 - 16:51 (wendell M rossit) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Evidente que São José do Rio Preto – SP, se tornou uma cidade de integridade frágil.

 

Os usuários que através de seu livre arbítrio e liberdade de escolha, ao usar a substância cannabis sativa, a qual não deveria ser ilícita, pois, já comprovado que há varias drogas licitas que causam danos maiores que a própria citada e vulgarmente conhecida como maconha, ficam expostos aos corruptos,onde também, já é de conhecimento dos representantes Estatais, há existências de corrupção em seus setores, sendo impossível negar esta afirmativa.A não liberação da substância coloca os usuários a tais situações de pleno escarnio, corrompendo o subjetivo do ser e manchando sua alma. Por obvio, existe a traficância, motivo pelo qual a quantidade de usuários majora dia a dia, entretanto, se há usuário é pelo fato de o Estado não cumprir com sua tarefa de impedir a entrada da substância, da qual lucra concomitantemente, pois o dinheiro seja ilícito ou lícito para o Estado pouco importa. O Estado não libera e não consegue bloquear a entrada de entorpecentes no país ou até mesmo o plantio/produção, criando viciados e desamparados por Lei. Momento este, que o próprio Estado se enquadra como coautor da corrupção no narcotráfico, estimulando o ilícito.

O álcool é um exemplo, onde o Estado através da mídia impõe, introduz, na mente humana, associando-a ao prazer, mulheres, festas, substância essa que causa alcoolismo. Conforme já comprovado assim vejamos: prejudica o coração, pressão alta, falência cardíaca, derrames, além de aumentar a circulação de gordura no organismo, deixando o metabolismo lento. Além de que o Estado pela mídia associa e incentiva o uso, incluindo-a nos sertanejos e músicas melancólicas criando a depressão contemporânea.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui