Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
244 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58157 )
Cartas ( 21211)
Contos (12857)
Cordel (10239)
Crônicas (22094)
Discursos (3147)
Ensaios - (9229)
Erótico (13452)
Frases (45305)
Humor (18938)
Infantil (4161)
Infanto Juvenil (3234)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138720)
Redação (2996)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5253)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->BIBLIOTECA -- 01/07/2011 - 13:57 (Francisco Miguel de Moura) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

 

BIBLIOTECA “MIGUEL BORGES DE MOURA”

                         

                               Exmo. Sr. Prefeito Municipal de Francisco Santos - PI

                           Digníssimas demais autoridades

                           Professores, estudantes e leitores

                           Minhas senhoras e senhoritas

                           Meus senhores

                                      “Quem não sabe ler, mal ouve e mal vê”.

                                                                                                             (Popular).

                                                             “Um país se faz com homens e livros”.

                                                                                                    MonteiroLobato.

                                                             “ Uma casa sem biblioteca é como um corpo sem  alma” 

                                                                                             Cícero (orador romano).

           

           Começo apresentando algumas justificativas pelo acontecimento de hoje, logo trazendo informações sobre o homenageado e sua família. O Prof. Miguel Borges de Moura, como os mais velhos jenipapeirenses sabem, é filho de Feliciano Borges de Moura (Sinhô do Diogo) e Rosa Maria da Conceição (da família Rodrigues/Chaves). Ele nasceu no “Diogo”, fazenda Jenipapeiro, em 18 de maio de 1910 e faleceu em 7 de agosto de 1971, no lugar “Acampamento”, município de Santo Antônio de Lisboa – PI. Durante a maior parte de sua vida, foi um mestre-escola. De minha lembrança, ele começou a lecionar a partir de 1938. Miguel,  primeiro filho varão, por determinação de seu pai, Sinhô do Diogo, viria a alfabetizar todos os irmãos. Depois, até começar a lecionar em casas de famílias e fazendas, trabalhou na lavoura, como todos os habitantes da região, na sua época.

            Praticamente, nós, seus filhos,tivemos a mesma trajetória dele. Francisco Miguel de Moura, o filho mais velho de mestre Miguel, e suas irmãs (Teresa, Mariinha e Helena), todos seguiram a profissão do pai. Porém, a certa altura de minha vida, eu passei a trabalhar no comércio e depois no Banco do Brasil, viajando pelo Brasil afora, fazendo cursos superiores. E, quando cuidei que não, já publicara muitos livros:- Era escritor. E, assim, em tal posição, e pelas razões expostas – como bom filho que fui – não poderia esquecer o pai e o mestre.

            Graças à sorte de encontrar-me como Prefeito de Francisco Santos, Sr. José Edson Benjamin de Carvalho, conseguimos - porque esta é uma vitória também de toda a família Moura – realizar este sonho: a implantação de uma biblioteca com o nome do velho, para perpetuar-lhe a memória no terreno da cultura, que foi o que fez durante toda sua vida de mestre-escola daqui e de toda a região de Picos, onde deixou gerações e gerações com a luz da leitura, a luz da escrita, a luz do saber.            

          Bem aparelhada e rica como é esta biblioteca “Miguel Borges de Moura”, numa cidade como Francisco Santos, cuja população (incluindo a rural) já deve andar pelos 10.000 habitantes ou mais, embora já exista outra biblioteca na cidade – acho totalmente desnecessário justificar sua razão de ser. Sim, porque, nos países civilizados e culturalmente adiantados como os Estados Unidos, França, Itália, Alemanha, Argentina,  por exemplo, todas as cidades possuem centenas de bibliotecas, uma em cada bairro. Tenho informação segura do que digo, através de minha amiga, escritora Teresinka Pereira – Presidente da Associação Internacional de Escritores e Artistas, com sede em Toledo, OH, Estados Unidos, de cuja entidade sou sócio.

            Mas, nesta oportunidade, além da inauguração desta biblioteca – na verdade um laboratório de cultura – seria pecado grave não ressaltar outras ações do atual Prefeito, Sr. José Edson Benjamin de Carvalho, na administração desta municipalidade, principalmente cumprindo suas promessas de campanha. Para isto, tomo algumas palavras escritas por João Bosco da Silva, autor do livro “Jenipapeiro – Terra dos Espritados”, que será lançado amanhã: – “José Edson de Carvalho, o décimo quinto prefeito de Francisco Santos – Assumiu a Prefeitura no dia 01.01.2009, anunciando 4 grandes metas de seu governo: 1) A construção da ponte sobre o rio Riachão; 2) A ligação asfáltica da PI-228, desde a sede até a BR-020 (na altura do Viroveu); 3) Eletrificação rural de todo o município; 4) A escavação de poços tubulares e construção de cisternas para levar água a todas as famílias da zona urbana e rural do município”.

           A construção da ponte já aconteceu. Que bela obra! E está dando andamento às demais, certamente para chegar ao fim de seu mandato com a missão bem cumprida – cumprida com “u” e não comprida com “o”, convém ressaltar, para não confundir com o mandato de outros administradores de muitos anos e poucas obras. 

           Até pouco, eu não conhecia o Senhor Prefeito. Quando lhe enviei um ofício, sabia da boa vontade dele para com as coisas da cultura.  Depois, marcamos um encontro na casa da Profa. Rosa Araújo, minha prima. E reafirmei-lhe o desejo de doar minha biblioteca (cerca de 3.000 livros e documentos) a Francisco Santos - PI, mas tinha que ser colocada num local destacado, com o nome de meu pai. No nosso encontro, em Francisco Santos, ele me disse:

           - Olhe, escritor Francisco Miguel, eu não prometo... Eu faço.

           E imediatamente foi mostrar suas obras, a ponte sobre o Riachão e também uma rua que passa ao lado do Colégio onde iria ficar a Biblioteca “Miguel Borges de Moura”, temporariamente. E me disse que aquela rua teria o nome de meu progenitor, satisfazendo também a esse meu desejo e da família – conforme tivera conhecimento. Pelo contado e visto, o Prefeito de Francisco Santos é homem pra mais do pedido. Generoso, sério, honesto e trabalhador... Parabéns, F. Santos-PI!

                No que tange ao acervo que doei, posso assegurar que é riquíssimo em literatura brasileira e piauiense e contém obras raras, antigas e modernas, além de livros de geografia, história, ciências, filosofia, sociologia, crítica, didática e teoria literária, etc. Por muito tempo, acredito que Francisco Santos terá a melhor biblioteca da região de Picos, quiçá até mesmo da própria cidade de Picos, cujas administrações não têm primado pela cultura e só nos últimos tempos, depois da fundação da ALERP (Academia de Letras da Região de Picos) e das Universidades é que a cidade melhorou, neste aspecto.

             Estamos aqui, portanto, diante de um político (administrador) que não promete: FAZ. Não há maior felicidade que esta para Francisco Santos, minha terra, de meu pai, de minhas irmãs, primos e tios, que são muitos. Além da população franciscossantense, toda constituída pelo núcleo de famílias baianas que firmaram a posse desta terra há quase 200 anos.  

              E aqui finalizo, para não cansá-los com coisas que os senhores sabem mais do que eu, felicitando a todos pelas conquistas alcançadas, especialmente no terreno da cultura.                            

 

                            Francisco Santos, PI, 22 de dezembro de 2010

                                                   Francisco Miguel de Moura

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui