Usina de Letras
Usina de Letras
20 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61963 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10264)

Erótico (13560)

Frases (50382)

Humor (20001)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4726)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140718)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6142)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->Mais sobre pernilongos -- 10/11/2002 - 13:16 (Anecildo Katz) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Caro Mestre Egídio: aqui lhe envio a continuação de estória, lhe agradecendo os cumprimentos e lhe perguntando: Pernilongo em Belém não é murissoca?
Atenciosamente, Anecildo.

Eu lhe disse: "Mariquita,
como é que tu não te importa?
O pernilongo picando
e tu dorme que nem morta!"
Ela disse "Meu amigo,
sonhava que estava nua
e um branco raio de lua
aninha no meu umbigo. "

Eu lhe disse: "Mariquita,
eu estou todo picado
mas tua bunda tá intacta
mesmo dormindo a meu lado!"
" Anecildo, num instante,
o meu segredo te explico,
sonhava com moço rico
que era enigmático amante.

Levava, por toda roupa,
a negra capa e espada;
os prazeres desta noite
eu não trocava por nada!"
"Ai, amiga Mariquita,
te darei meu veredito,
essa espada que te excita
era o ferrão do mosquito!"



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui