Usina de Letras
Usina de Letras
26 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61963 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10264)

Erótico (13560)

Frases (50382)

Humor (20001)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4726)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140718)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6142)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->Anecildo se ofende ante Zé Limeira -- 04/11/2002 - 20:16 (Anecildo Katz) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


Sabes minha biografia,
Limeira, e eu sei a tua:
Minha mãe mulher da rua?
Meu Deus, quanta felonia!
Minha mãe, Dona Sofia,
sempre foi dona do lar,
e se sabia esticar
as noites numa saideira
nunca foi de bebedeira,
era para relaxar.

Porque gosta de alegria
e das mil cores da lua,
se banhava no mar nua
nas horas que ninguém via.
Ocorreu que certo dia
a descobre um navegante
mas foi nesse único instante
que ela cedeu a paixão.
Mas sabe como é o povão,
sempre buscando agravante.





Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui