Usina de Letras
Usina de Letras
27 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61963 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10264)

Erótico (13560)

Frases (50382)

Humor (20001)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4726)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140718)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6142)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->Carta para Aline Dremir -- 03/11/2002 - 23:03 (Anecildo Katz) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Eu não te posso cantar
porque sou seminarista.
Meu avô, sim, era artista
nessa arte de paquerar.
Mas se te quer confessar
e pedir absolvição,
passa no meu barracão
pra falar sem compromisso.
(Fica perto do cortiço,
na Rua da Abolição.)

Dizem que tu é balzaquiana,
não sei direito o que é isso.
Amor curto? Desperdiço!
Será que é assim tão bacana?
Amor é brigar por grana,
pelo espaço do banheiro,
e encontrar lá no chuveiro
os cabelo do marido,
lavar calção encardido
e agüentar sempre seu cheiro.




Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui