Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
180 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58139 )
Cartas ( 21211)
Contos (12855)
Cordel (10239)
Crônicas (22080)
Discursos (3147)
Ensaios - (9226)
Erótico (13453)
Frases (45289)
Humor (18935)
Infantil (4156)
Infanto Juvenil (3232)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138701)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5249)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Carta para minha mãe -- 10/05/2002 - 13:00 (Maria Augusta Camargo Schimidt) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Campinas, 9 de maio de 2002.




Mamãe,

Quatorze anos se passaram desde que você foi embora e eu ainda sinto sua presença.
Sinto você no perfuma das flores, no alegre canto dos passarinhos, no sol que desponta pela manhã e mais ainda no brilho das estrelas que iluminam todas as minhas noites.
Imagino mamãe, você aí onde está, contando aos anjos, seus amigos, sua eterna emoção de viver...
Porque você era toda coração e emoção e sempre vencia pelo amor. Vivia milhões de emoções num só dia e num único olhar transmitia todas elas.
Ainda me lembro, quando me deu asas e me ensinou a voar. E quando voei, transformou como uma fada, toda sua preocupação num sorriso iluminado.
Como era bom...
Quanto orgulho eu sinto de você...
Sabe mamãe, as lembranças que guardo, são preciosas.
Eu te amo muito
Beijo de sua filha
Augusta

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui