Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
106 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57097 )
Cartas ( 21170)
Contos (12597)
Cordel (10091)
Crônicas (22211)
Discursos (3136)
Ensaios - (9014)
Erótico (13401)
Frases (43745)
Humor (18481)
Infantil (3788)
Infanto Juvenil (2712)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138306)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4889)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Frases-->O QUE É UM PAU-MANDADO? -- 20/03/2007 - 14:51 (Paccelli José Maracci Zahler) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O QUE É UM PAU-MANDADO?

Paccelli M. Zahler

Ele é um puxa-saco mais sofisticado.
Ele é mais ambicioso, adora um holofote.
Ele sabe usar seus títulos universitários para melhor servir ao chefe.
Ele escreve com ar de autoridade só para agradar ao chefe e impressionar os destinatários.
Ele faz tudo para conseguir uma viagem ao exterior.
Ele sempre fala de sucesso, quando, na verdade, nem é notado, tal a sua mediocridade.
Ele sempre veste roupa de marca famosa e sapatos de cromo importado para dar a impressão de que é um sucesso.
Ele não dispensa camisa social e gravata mesmo na mais insignificante das reuniões.
Ele tem as unhas aparadas e com esmalte transparente feitas pela manicure.
Ele usa goma no cabelo, caneta “Mont Blanc”, “palm top” ou “notebook” a tiracolo.
Ele sempre conhece todo mundo, embora ninguém o conheça.
Ele sempre fala vários idiomas, mas, na hora de usá-los, vai ao banheiro, toma um cafezinho, encontra um amigo, e sai de fininho.
Ele sempre anda com autoridades e, quando isso acontece, finge não conhecer seus colegas de trabalho.
Ele sempre tem admiradores fiéis para elogiá-lo nas adversidades e nas críticas.
Ele sempre tem uma claque para aplaudí-lo, mesmo quando está falando besteiras.
Ele sempre é membro de comissões inter-institucionais.
Ele sempre tem cargo de confiança.
Basta dar-lhe uma palavra, um mote, que ele faz um discurso de mais de hora que, embora vazio e cheio de clichês, hipnotiza os ouvintes.
Ele é dócil com os superiores e um carrasco com os subalternos.
Ele sempre faz o que os superiores mandam, mesmo que seja para prejudicar os colegas de trabalho.
Ele sempre participa de comissões internas, mesmo que os resultados sejam para prejudicar os colegas de trabalho, em troca de uma viagem ao exterior.
Ele sempre anda a caça de dólares. Tudo para ele é quantificado em dólares.
Entra chefe, sai chefe, ele sempre é fiel ao novo chefe.
Entra governo, sai governo, ele sempre tem um padrinho político.
Ele faz o serviço sujo, mas não assina nada, nem permite que o superior o faça.
Nunca se encontra nada contra ele.






Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 21Exibido 2811 vezesFale com o autor