Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
44 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59135 )

Cartas ( 21236)

Contos (13102)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46519)

Humor (19281)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138234)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Corrupção, de FÁTIMA VILANOVA, -- 31/05/2005 - 06:26 (Michel Pinheiro) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.







Corrupção







FÁTIMA VILANOVA é Ouvidora da Universidade Estadual do Ceará e membro do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos









Publicado no jornal O POVO, de 31 de maio ce 2005









Notícias de corrupção, veiculadas pela mídia, deixam perplexa a sociedade brasileira. As ratazanas infestam a administração pública, de Norte a Sul, de Leste a Oeste do País, no âmbito da União, estados e municípios. Os ratos se instalam nos cargos com pose e ôcostas largas®, como cidadãos acima de qualquer suspeita. Gravitam em torno do poder e de poderosos, numa trama diabólica, onde o objetivo é avançar sobre o erário para ampliar o patrimônio pessoal, o poder político, sem nenhum drama de consciência e com a certeza da impunidade. Enquanto isso, as mazelas sociais se aprofundam, por falta de atenção e investimentos dos governos.



A corrupção não é inofensiva como pretendem os corruptos. A corrupção mata todos os dias nos postos de saúde e hospitais públicos, por falta de estrutura de atendimento adequado, face aos recursos desviados ou mal aplicados. A corrupção, por igual motivo, cega a Nação, ao deixar milhões de brasileiros fora da escola. A corrupção destrói sonhos e esperanças de quem quer viver dignamente, ganhando o sustento com o trabalho honesto, porque os que assumem o poder, via de regra, não estão preocupados com o desenvolvimento do País, com a geração de empregos, com uma vida decente para todos. Buscam o enriquecimento ilícito, a sangria das riquezas da Nação para usufruto particular e da rede que dá sustentação a todo tipo de ilicitude com o dinheiro público.



Precisamos de mais indignação cívica e de providências no combate à corrupção e à impunidade. Temos que cobrar postura ética exemplar de cada um de nós em particular e dos três Poderes da República: Legislativo, Executivo e Judiciário. Sem ética nas relações sociais é impossível construir um país justo.



















Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui