Usina de Letras
Usina de Letras
26 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61962 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10264)

Erótico (13560)

Frases (50379)

Humor (19998)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4725)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140716)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Rumos Opostos -- 28/08/2002 - 00:35 (Adolfo Henrique) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Rumos Opostos



Vez por outra somos surpreendidos pela frase: "Quanto mais o homem se aproxima da ciência, mais se afasta de Deus." De certa forma é verdade, pois cada avanço do homem no campo do conhecimento científico, é mais um passo dado em direção a uma espécie de "automatizção humana". O ser humano vai, aos poucos, se transformando numa máquina programada para cumprir deveres, regras, ordens, sem capacidade de agir por conta própria e, o que é pior, desprovida de sentimentos. Isso nos distancia da nossa própria natureza. Nos distancia da Natureza e, por conseqüência, de Deus.

Atualmente, vivemos num mundo bastante evoluído - se é que podemos chamá-lo assim -. A teconologia obtida nas últimas décadas é algo quase mágico. Há séculos atrás, quem poderia imaginar que um simples cubo preto poderia trazer-nos imagens provenientes dos quatro cantos do mundo em questão de segundos? Ou que uma pessoa tão mortal quanto nós poderia tocar a Lua dos poetas com seus próprios dedos? A tecnologia e o conhecimento da raça humana evoluíram bastante, é bem verdade. Entretanto, os valores morais e éticos entraram na "contra-mão". Tomando um rumo totalmente oposto. Prova de que conhecimento e sabedoria não são, necessariamente, a mesma coisa.

Enquanto se descobre cada vez mais inteligente e criativo, mais o ser humano ignora conceitos e atos simples, como o amor ao próximo, o respeito às diferenças e a solidariedade. Parece preferir dar ênfase ao ódio, à ganância e ao individualismo, desprezando a idéia de conjunto, comprometendo, desta forma, o bom funcionamento deste grande organismo chamado Terra.

Rejeitando seus valores e sentimentos mais nobres, o homem deixa de viver para tão somente existir, tansformando a Vida numa árdua passagem pela Terra. Num árduo esforço de respirar.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui