Usina de Letras
Usina de Letras
15 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61963 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10264)

Erótico (13560)

Frases (50380)

Humor (20000)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4726)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140717)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6142)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Estranho -- 04/04/2002 - 11:42 (Antonio Almeida) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Estranho ter,

simples ser

amargo estar!



Te vejo ao sol, desenhado pela chuva , sombras vazias e vazadas



atos, contatos compostos



Semblantes sorrisos rostos



gostos, agostos, virias



Morte concreta, so lhe dão



Medos tremulos, sorrisos cansados



Vida contida



Estranho , meu pensamento é entrada de labirinto, apagado!



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui