Usina de Letras
Usina de Letras
31 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62476 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50864)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Teses_Monologos-->INCÓGNITOS! -- 07/10/2007 - 21:50 (BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos



Luminar dos idôneos recordistas!



Ganha-se troféu o inibidor da solidão.



Na sapiência dos que atrofiam as eloqüências...



ficam tatuados na estabilidade do pendente!



©Balsa Melo


10.12.85


Minas Gerais



Veja também:


OU


AO MEU CANSADO, ENFIM, AMOR!


CRI
EM BELEZAS EPIDÉRMICAS


OS ESPAÇOS QUE PODEMOS OCUPAR E JAMAIS PREENCHER!


SABER E CONHECER



VOLTARÁS UM DIA ME PEDINDO PERDÃO


REVERBERA MINHA SOLIDÃO


QUERO GENTE


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui