Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
48 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57118 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10093)
Crônicas (22215)
Discursos (3137)
Ensaios - (9018)
Erótico (13404)
Frases (43793)
Humor (18498)
Infantil (3796)
Infanto Juvenil (2725)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138322)
Redação (2927)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2402)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4900)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O Natal da Discórdia! -- 18/12/2004 - 17:08 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O NATAL DA DISCÓRDIA









Os Natais do século XXI,mostram um diferencial dos antigos, pois os seres humanos estão cada vez mais centrados em seus problemas e vaidades.

A festa se torna cada vez mais consumista, aproveitam o décimo-terceiro para começarem a comprar a partir do final de novembro, a fim de celebrar a ostentação, esquecendo-se do maior motivo, que é o nascimento de Jesus Cristo, que nasceu pobre em um celeiro, em meio aos animais.

As pessoas deixaram de felicitar os amigos, à moda dos cartões de Natal. Diminuem as reuniões familiares, que se escasseiam, as que permanecem cruzam com bebedeiras, brigas, intrigas e confusões entre parentes, onde um quer mostrar mais riqueza, beleza que o outro.

O Natal como o de antigamente, em que permeava aquele encanto, o Natal de Papai Noel, já não estampa a imaginação e a inocência das crianças, tudo mudou... Assim as pessoas modificam a cara da festa, outras deixam até de ir às reuniões Natalinas, por uma gama de motivos, explanados aqui, até por mais outros.

O Natal virou uma festa estranha, onde parentes entram em discórdia, amigos não são mais amigos e as felicitações que eram usadas comumente, já são até antiquadas.

Fico triste com este rumo, rezando para que mude, que as pessoas voltem a enxergar o espírito da comemoração, e que as famílias que ainda não sucumbiram à discórdia se unam cada vez mais, pois o que precisamos muito é de paz e de união, assim podemos melhorar muita coisa, que acontecer no decorrer do próximo ano.



Marcelo de Oliveira Souza





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui