Usina de Letras
Usina de Letras
38 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59518 )

Cartas ( 21247)

Contos (13249)

Cordel (10311)

Crônicas (22246)

Discursos (3167)

Ensaios - (9500)

Erótico (13497)

Frases (46989)

Humor (19364)

Infantil (4541)

Infanto Juvenil (3848)

Letras de Música (5495)

Peça de Teatro (1339)

Poesias (138581)

Redação (3071)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2430)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5611)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Teses_Monologos-->TJN - 004 = Um Mundo Uterino Neoliberal -- 29/09/2007 - 15:48 (TERTÚLIA JN) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
UM MUNDO UTERINO NEOLIBERAL

Mr. Milton Friedman, americano da Universidade de Havard, prémio Nobel da Economia de 1976, no seu Mercado global sem fronteiras, baseado na iniciativa privada e livre concorrência, atribui à iniciativa privada a função de realizar o processo económico na conjugação de interesses individuais espontâneos que levam a uma ordem social harmoniosa e mais próspera do que aquela que resultaria se o processo fosse controlado ou dirigido pelo Estado.
Uma utopia, pois sem o controle estatal, a iniciativa privada, deixada à solta, transforma-se numa selva desregulamentada onde reinaria o egoísmo e a ambição.
Essa concorrência é comparável ao mundo natural como a concorrência no mundo uterino onde os espermatozóides procuram penetrar no núcleo do óvulo para se desenvolveram no feto. É o princípio da Humanidade e dos seres vivos que persiste para além do nascimento. É o egoísmo necessário ao desenvolvimento das espécies que gera a selecção natural pela livre concorrência e, nesta base genética primitiva, se inspirou provavelmente o Sr. Milton Friedman para desenvolver o seu neoliberalismo económico em que assenta a sociedade americana e que se quer agora impor ao mundo como doutrina inquestionável da globalização económica.
Por isso, num plano zoológico ou biológico, mereceu bem o prémio Nobel da Economia de 1976 com que foi galardoado. De facto, não poderia existir princípio económico mais autêntico, quando assenta cientificamente nos genes da vida que levam à luta constante pela sobrevivência para preservação e selecção das espécies. O mais forte é que vence! Mas também não pode haver nada mais regressivo, para um ser inteligente e auto-consciente que tenta fugir a esse automatismo a que o submete a Natureza, do que a aplicação de tais princípios primários que a Razão adquirida não poderá aceitar, na sua essência.
Isto significa também que entre o Neoliberalismo Económico do Sr. Friedman, onde se luta para ser rico, e o mundo uterino espermatozóico, onde se luta para penetrar no núcleo ovular, não existe uma diferença muito notável.

26/10/2002

Reinaldo Beça
(reibessa@hotmail.com)


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui