Usina de Letras
Usina de Letras
22 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Os senhores da paz e da guerra -- 22/09/2004 - 23:39 (Athos R. Miralha da Cunha) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos




Os senhores da paz e da guerra

Athos Ronaldo Miralha da Cunha



Em um encontro de líderes mundiais, várias personalidades fizeram seus pronunciamentos.



O primeiro a falar foi o presidente de um país do Terceiro Mundo. Um país que há quarenta milhões de pobres, pessoas que vivem à margem da sociedade. Subnutridos e com precárias condições insistem em sobreviver. Nesse país há uma brutal concentração de renda e uma história de 500 anos de injustiças sociais.

Mas esse povo sofrido elegeu um presidente humilde. Um metalúrgico que estudou até a 5o série do ensino fundamental. Seus ferrenhos opositores diziam que ele, sendo um trabalhador, não teria capacidade para administrar o país. Diziam que ele não tinha experiência. Que ele não tinha um diploma.

Mas esse presidente foi ao encontro de líderes mundiais e foi muito aplaudido e cumprimentado pelos demais.



O segundo líder a falar foi o presidente de um rico país. A maior economia do mundo. O país com o melhor desenvolvimento tecnológico e poderio bélico do planeta. O presidente desse país é um grande empresário. Filho de uma tradicional família e estudou nos melhores colégios.

Esse doutor, ao terminar o seu discurso, recebeu aplausos protocolares.



Um deles propôs a paz no mundo. “Da crueldade não nasce o amor. Da fome e da pobreza jamais nascerá a paz. O ódio e a insensatez nutrem-se dessa desesperança” e encerrou citando o profeta Isaias “A paz só virá como fruto da justiça”.



O outro líder defendeu a guerra. A guerra pela guerra. E previu mais violência para resolver os conflitos mundiais. Num país recentemente ocupado por essa grande nação, dizendo que lá havia armas de destruição em massa, previu novas guerras. Possivelmente previsões certeiras.



Qual o líder que falou de paz, o iletrado ou o doutor?



Na abertura da 59o Assembléia Geral das Nações Unidas, o presidente Lula pediu soluções pacificas para os conflitos. Defendeu um Fundo Monetário Internacional como agência de fomento e não apenas como órgão fomentador de problemas econômicos. Defendeu uma nova postura dos países ricos em relação ao protecionismo e a justiça social no planeta.



Parabéns Lula, em seu discurso falou em nome dos pobres da Terra.















Uma pendenga com o Mercado Livre que é um dos patrocinadores da Usina.

Cuidado com o Mercado Livre

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui