Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
220 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58714 )
Cartas ( 21228)
Contos (12991)
Cordel (10259)
Crônicas (22156)
Discursos (3160)
Ensaios - (9339)
Erótico (13468)
Frases (45911)
Humor (19096)
Infantil (4327)
Infanto Juvenil (3505)
Letras de Música (5466)
Peça de Teatro (1333)
Poesias (137827)
Redação (3035)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2425)
Textos Jurídicos (1942)
Textos Religiosos/Sermões (5404)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->UM CUIDADOR DESCUIDADO -- 29/04/2020 - 13:16 (GERMANO CORREIA DA SILVA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
UM CUIDADOR DESCUIDADO

 
Juquinha brincava na frente de sua casa, em meio à circulação de vários gatos que estavam sob seus cuidados, de olho, evidentemente, no seu cãozinho que dormia no seu cantinho de sempre, mas dava a entender que estava meio desligado do tempo.
Dentre os seus felinos de estimação, alguns se destacavam bem mais que os demais porque estavam miando alto, o que chamou a atenção do seu tio que acabara de chegar e este foi logo se fazendo presente:
- Tudo bem com você, Juquinha? E antes que o Juquinha respondesse, seu tio emendou com outra pergunta:
- Por que estes gatos estão miando assim?
Juquinha, sem desviar a atenção para com seus gatos, após respirar fundo, respondeu:
- Eu estou muito bem, tio.
Depois de dar sua primeira resposta, olhou bem nos olhos do seu tio, fez menção de riso e prosseguiu:
 - Aqui em casa sempre foi assim, tio: todos os meus gatos miam e só o meu cachorro Totó late. O Totó até consegue encher minha paciência, latindo além da conta, mas, às vezes, isso só acontece quando ele passa da hora de comer... –  e levantou-se rapidamente para ir buscar a ração para todos os gatos.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 17Exibido 109 vezesFale com o autor