Usina de Letras
Usina de Letras
95 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62141 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10337)

Erótico (13566)

Frases (50548)

Humor (20020)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4749)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Valdomiro e Lula: quanta saudade! -- 28/05/2004 - 16:07 (Athos R. Miralha da Cunha) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos




Valdomiro e Lula: quanta saudade!

Athos Ronaldo Miralha da Cunha



A atual conjuntura brasileira não permite sentirmos saudades de Valdomiro. Esse nome virou maldito, uma alcunha a ser execrada. Quando falamos em Valdomiro devemos olhar para os lados e ficarmos atentos. Sabe-se lá se não tem alguém do Ministério Público para colocar a gente em maus lençóis.

No entanto, sentirmos saudades de Lula é perfeitamente explicável. Ele viaja muito e os mais chegados podem ficar saudosos. Ou podemos externar esse sentimento do Lula líder sindical, de outras campanhas presidenciais ou das memoráveis greves do ABC. Podemos sentir saudades de Lula quando ele falava sobre um salário mínimo de U$ 100,00. Mas não é esse o tema a ser abordado.



Eu sou um fanático torcedor do Internacional, talvez, mais que o Veríssimo. Não sei se existe um medidor de fanatismo. O fato é que esse clube mexe com os corações e a paixão de milhares de gaúchos esparramados pelo Brasil. Por oportuno, resolvi verificar o retrospecto do Inter em campeonatos nacionais.

O último título conquistado pelo colorado foi em 1992 quando venceu a Copa do Brasil. Anteriormente havia conquistado os Campeonatos Brasileiros de 75, 76 e 79. O Inter de 75 era um timaço. Ainda guardo de memória a escalação daquela máquina de fazer gols e dar espetáculo.

O escrete de 75 tinha um excelente goleiro, Manga; uma dupla de zagueiros estupendos, Figueroa e Marinho; um meio-campo fenomenal, Caçapava, Falcão e Carpegiani e dois pontas de ofício, Valdomiro e Lula. Ainda jogavam, nas laterais, Cláudio e Vacaria e de centroavante o Flávio Bicudo.

Valdomiro e Lula, esses dois pontas consagravam os atacantes. Nasceram para cruzar bolas da linha de fundo.



No atual Campeonato brasileiro o Internacional está bem, entre os primeiros. Está disputando uma colocação naquela zona que classifica para Copa Libertadores da América.

Como sou um colorado consciente, reconheço as limitações do time mais amado do sul do Brasil. Embora seja uma equipe mediana sinto que poderá trazer algumas alegrias a imensa nação colorada. O Inter de 2004 tem excelentes e jovens talentos.

Mas, mesmo assim, eu me permito idolatrar os craques de minha adolescência. Por isso que, de vez em quando, bate uma saudade de Valdomiro e Lula.

Para não deixar dúvidas, dos jogadores de futebol, é claro.





Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui