Usina de Letras
Usina de Letras
9 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->O exame de rotina do Ataliba -- 25/05/2004 - 12:33 (Athos R. Miralha da Cunha) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos




O exame de rotina

Athos Ronaldo Miralha da Cunha



Certo dia desses, mais precisamente no entardecer alaranjado de 13 de maio, encontrei com um velho amigo que há tempos não via. Conversamos longamente enquanto um burburinho enfumaçado tomava conta do movimentado café do centro da cidade.



Recordamos alguns antigos assuntos. Reminiscências da juventude. Proseamos sobre filhos, política, esporte e enveredamos para a saúde, ou melhor, Ataliba começou a contar seu envolvimento com os laboratórios e médicos por causa de um simples exame de rotina.



Estava extremamente preocupado com sua vida. Fez uma narrativa chorosa, trágica e cômica. Em nossa mesa do café, uma água mineral e dois cafés expressos fumegavam. Tão logo a garçonete colocou os dois pães-de-queijo sobre a mesa, o velho Ataliba começou com suas lamúrias.



- Quando o indivíduo passa dos 50 anos e resolve fazer um exame de rotina, poder ir se preparando. Junto com o resultado vem um passaporte para o andar de cima. Você começa a ser convidado a subir. - e apontava com o dedo indicador para o céu. E continuou.

- A gente não tem nada! Passa a vida tranqüilamente, da casa para o trabalho e do trabalho para casa. Nada de excessos, de vez em quando um cálice de vinho no almoço e outro na janta. Que, aliás, não é bebida, e, sim, alimento. Mas aí alguém te recomenda um tal exame de rotina. O pior é que você faz esse maldito exame. Meu caro amigo! Se você tem mais de 50... a cobra acende o charuto.

- Mas não é bem assim, Ataliba! Hoje em dia a perspectiva de vida do brasileiro tem aumentado. Na média, o homem brasileiro vive mais de 70 anos. – o Ataliba nem bola para a minha argumentação.

- Quando o médico entrega o resultado do exame você percebe aquele ar de que está tudo bem, mas não está. No resultado aparece uma pequena alteraçãozinha cujo remédio altera outro detalhezinho que fará você tomar outro remédio que altera outro órgão. Pronto! Você acaba de colocar o pé no estribo. Meu caro, você está ferrado.

- Ataliba... a vida é bela.

- Não tem volta! Junto com o exame vem o veredicto. E apontava com o indicador para o céu. Alguém te chama. Só faltam mandar um atestado de óbito anexo ao resultado.

- Afinal, Ataliba, que exame era esse que tu fizeste? – o Ataliba nem bola. Estava totalmente compenetrado em seu solilóquio.

- E os amigos? Esses só sabem dizer: É brabo... é brabo... o sujeito ali rezando o décimo terço do dia e os amigos... é brabo... é brabo...

O Ataliba estava inconformado. E tinha tomado seis cafezinhos.

- Ataliba... cafezinho também faz mal à saúde.

- Pedra no rim, tchê, me disseram que eles faziam uma implosão e eu iria expeli-los. Sabe no que deu? Um corte! Me cortaram aqui ó. – e mostrava com a mão o local do corte.

- Ataliba o papo está bom, mas tenho um compromisso.

- É.

- Vou fazer um exame de rotina. Tu sabes com funciona né?

- Pronto! Mais um! – e apontou com o indicador para o alto. E concluiu sorvendo mais um expresso.

- É brabo! É brabo!









Leia as crônicas



É triste conviver com a ausência de quem já se foi



”Trificante” - Diga ao povo que fico



Carlito Cientodosfuegos



Um clarão embaixo do viaduto



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui