Usina de Letras
Usina de Letras
94 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62141 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10337)

Erótico (13566)

Frases (50548)

Humor (20020)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4749)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Eu bebo sim -- 24/05/2004 - 10:24 (Athos R. Miralha da Cunha) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos




Eu bebo sim

Athos Ronaldo Miralha da Cunha



É impressionante como alguns indivíduos tentam rotular as pessoas. Profanar a identidade alheia como se anjinhos fossem. Estigmatizar com base em calúnias e em pormenores que nada contribui para edificar a sociedade e a democracia nas suas mais variadas instâncias e lugares.



Nessas últimas semanas a bebida foi o alvo preferido desses pseudomoralistas.

Sobre a provável hipótese do presidente Lula em ser, ou não, um apreciador dos destilados, vejo pouca relevância no assunto. O rótulo faz parte de nossa modernidade, ainda mais uma sociedade extremamente consumista.



Devemos condenar um cidadão em virtude de suas prováveis atitudes diante de um copo de cerveja?

Empresários, altos executivos, políticos e trabalhadores bebem. Uns mais outros menos. Uns bebem Sangue de Boi 2004 outros Gran Sangre de Touro 87. Mas a maioria bebe.

Entretanto, um presidente não pode beber.

Gostaria de fazer um parêntese: entendo que uma pessoa pública seja ela quem for, deveria ter mais cuidado ao apresentar-se diante das câmaras dos fotógrafos com um copo na mão. As pessoas famosas tendem a ser copiadas em suas vestes e hábitos, mas esse assunto é tema de antropólogos.



Como se não bastasse um jornalista preconceituoso e a serviço do imperialismo alarmar o mundo com os possíveis hábitos etílicos de Lula, os políticos da oposição e reacionários da hora, na esteira de um ano eleitoral, mantém essa falsa celeuma.

Se for um porre do presidente o maior trunfo da oposição. Ponto pro Lula!



Eu bebo. Tu bebes. Ele bebe. Todos nós bebemos. Que mal há nisso?

Eu tenho o prazer e a possibilidade de, diariamente, saborear um bom vinho. E nunca fui borracho para o serviço ou faltei com as minhas obrigações de trabalhador.

Figueiroa tinha o hábito de tomar um copo de vinho durante o almoço. Introduziu essa prática quando jogou no Internacional de Porto Alegre na década de 70. E foi um dos maiores zagueiros que passou pelo futebol brasileiro em todos os tempos.

Ulisses Guimarães foi o maior líder da oposição no auge da ditadura, também bebericava.



Não vejo mal nenhum as pessoas apreciarem a bebida. E não quero justificar as bebedeiras.

O problema é quando o álcool começa a atazanar a vida das pessoas, das famílias, dos vizinhos e a saúde do indivíduo que bebe em demasia. No caso dos governantes, o governo. E, ainda assim, não seria motivo de esculacho, deboche ou da ironia maldosa e, sim, o caso de uma doença a ser tratada.



Só para lembrar.

George W. Bush tinha essa doença e foi tratado e curado e Hitler era um abstêmio e todos sabemos o que aquele está fazendo e este fez em seus governos.

Se formos simplistas ao abordarmos esse tema tomando apenas esses dois casos. Ponto para a bebedeira.



Como estamos em um ano eleitoral, tudo é compreensível. E certamente, brindaremos a vitória. Porque eu bebo, sim, e estou vivendo. Cristo foi crucificado pelos mais variados motivos, mas tinha transformado água em vinho e disse: Tomai e bebei todos vós.

Então. Tintim!













Leia as crônicas



É triste conviver com a ausência de quem já se foi



”Trificante” - Diga ao povo que fico



Carlito Cientodosfuegos



Um clarão embaixo do viaduto

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui