Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
109 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57394 )
Cartas ( 21182)
Contos (12613)
Cordel (10140)
Crônicas (22261)
Discursos (3139)
Ensaios - (9065)
Erótico (13414)
Frases (44148)
Humor (18588)
Infantil (3852)
Infanto Juvenil (2804)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138559)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2409)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->Passando a borracha -- 24/02/2019 - 05:39 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Passando a borracha...?
O ônibus intermunicipal inicia sua jornada para percorrer mais de 300 kms...Lotado, inclusíve com passageiros em pé...dentre os passageiros, uma senhora com suas dez crianças, de tenra e terna idade, todos assentadinhos e já sonolentos...E entre os passageiros de pé, um senhor, já de avançada idade, usando uma prótese de madeira, semelhante aquela do pirata da perna-de-pau.

Como a estrada é sinuosa, cheia de buracos e apenas cascalhada, o motorista não tem como evitar umas súbitas freadas, e arrancadas...E a cada travada, ou mudança de marcha, invariavelmente o contato do perneta com o piso metálico do veículo fazia aquele toc-toc, que alguém que buscava equilibrar-se...e a meninada, ao ruído, assustada, despertava e demonstrava, verbalmente, todo o seu desconforto...

Até um ponto em que a zelosa progenitora, vira-se para o infeliz equilibrista e lhe passa uma compostura:

- O senhor não acha que em nome da ordem e do silêncio, não devia ter colocado uma singela borrachinha na ponta dessa prótese para deixar meus meninos na paz que merecem...?

Ao que o indigitado responde, no mesmo tom:

- E a senhora não crê que se tivesse botado uma borrachinha ainda mais fina e transparente entre o seu aparelho reprodutivo e o penetrativo de seu marido, não poderíamos estar todos nós confortavelmente sentados, e sem ouvir esse coro infernal de seus pimpolhos?
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 28 vezesFale com o autor