Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
234 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58107 )
Cartas ( 21211)
Contos (12845)
Cordel (10239)
Crônicas (22073)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13451)
Frases (45253)
Humor (18925)
Infantil (4144)
Infanto Juvenil (3225)
Letras de Música (5503)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138679)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5244)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Mensagem 1* -- 29/11/2016 - 11:17 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Mensagem 1*


Filha querida:


Como está? a dor passou? bebeu o quê? enumere os remédios na ordem (1º, 2º, 3º...) e o que julgue ter surtido efeito. Medicamento... só em caso grave... tome-o com cautela, quase sempre, para uma indicação, há várias contra-indicações.


Os exercícios que ensinei são muito bons, só que precisará fazer deles um hábito (3 x dia, 5`); de preferência, quando não estiver em crise. Ajudam também: "caminhada, bicicleta, natação, abdominal, tranquilidade (ter coisas positivas e agradáveis)." Fiscalize a comida; racionalize-a mas não a elimine (isso não adianta), escolha frutas em vez de carnes gordurosas; água no lugar de refrigerante; mel de abelha e não açúcar.


Tenho de fazer ginástica para complementar meu tratamento. Se você quiser, podemos escolher um horário à noite e exercitar rotineiramente.


Acho que deve ir ao Dr . Leo (até pode ser outro); porém, antes, liste os sintomas, tudo o que sente; por exemplo: não basta dizer que tem "dor", é necessário informar como nasce, propaga e dói (intensa, vagarosa, insuportavelmente). Fiz-me entender?


Marque consulta. É claro que a acompanharemos (a mãe e o pai). Agora, o mais importante: perseverança. Creia, você conseguirá. Sabe, minha filha, sou grato (e muito) a Deus por tudo o que me tem dado; entretanto, procuro esforçar-me.


Graças a Deus que não toma bebidas alcoólicas nem fuma, isso só faz mal à saúde e encurta a vida.


Com amor e preocupado, beijos.


Brasília, DF, 04/09/2002.


* XI Coletânea Komedi, Campinas (SP): Editora Komedi, 2007, p. 29.






Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 88 vezesFale com o autor