Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
96 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57367 )
Cartas ( 21181)
Contos (12598)
Cordel (10136)
Crônicas (22252)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44122)
Humor (18580)
Infantil (3845)
Infanto Juvenil (2800)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138537)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4943)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Zé (primo)* -- 28/10/2016 - 17:08 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Zé (primo)*


Oi, Zé, como vai? tudo bem? desejo que sim.


Seu telefonema deixou-me feliz e honrado. Dei sorte: estava na rua e acabava de chegar. Atualmente, meu número na empresa é: (61) 2141-7804, o de casa (você já sabe, mas repito): 61- 3347-2102.


Conforme lhe disse, minha volta foi tranquila. Apenas um caminhão de bois havia tombado após Goiânia e antes de Anápolis. Alguns animais se machucaram e foram socorridos, outros corriam assustados pela pista.


Vaqueiros de cavalo e a pé tentavam capturá-los. A Polícia Rodoviária decidiu que só liberaria a estrada quando os bois fossem pegos. Ali passei quase duas horas. Senti que iria demorar muito. Estava perto de desvio (caminho bom, asfaltado, só dois ônibus na minha frente); conversei com os motoristas e consegui atravessar para o outro lado (logicamente na mão). Felizmente, conheci mais 5 cidades que provavelmente não conheceria em outra ocasião. Rodei mais de 200km. Cheguei a Brasília eram 19h, mas calmo e sem cansaço.


Dia 24 (segunda-feira), Goiânia fez aniversário: 83 anos. Continua cada vez mais linda! Como sempre, fiz lhe estes versos:


Goiânia 83*


Menino, você crescia:
Sonho de amor e alegria
Sem pensar em fazer fita.
Hoje, sinto o privilégio
De rever o meu colégio
E vê-la assim tão bonita!


* À princesinha Goiânia, no aniversário de 83 anos.


Envio estes três postais de Brasília para que o primo querido veja como a cidade se encontra nos dias atuais. Fico meio tonto quando penso que, com mão-de-obra de menino trabalhador e interessado, ajudei a construí-la, em parte. Foi muito esforço, crença no futuro e graça de Deus!

Qualquer hora, assim que os compromissos permitirem, faremos de novo aquele almoço maravilhoso - que a Ormira, esposa digna, sabe preparar como poucas - e relembraremos mais algumas passagens.


Vou ficando por aqui. Desejo-lhe vida longa, saudável e harmoniosa junto dos familiares.


Recomendações a todos.


Até outro dia!

Bené



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 182 vezesFale com o autor