Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
234 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58115 )
Cartas ( 21211)
Contos (12846)
Cordel (10239)
Crônicas (22074)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13451)
Frases (45256)
Humor (18930)
Infantil (4146)
Infanto Juvenil (3226)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138690)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1057)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5245)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Murmurar da cachoeira* -- 05/07/2016 - 15:25 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Murmurar da cachoeira*


Obrigado, querida amiga. Esta letra era cantada por nós, ainda meninos, com algumas palavras às vezes erradas. Não tínhamos o privilégio da vitrola, dádiva dos mais aquinhoados vizinhos. Repetíamos o que, por benevolência de nossos pais, ouvíamos no rádio em momentos de glória.


Hoje, após mais de 60 anos, você me faz relembrar momentos indizíveis.


Que Deus a abençoe!


Com a estima e o abraço do

Benedito


"Ouvindo o murmurar da cachoeira
Das águas que desabam da pedreira
São as mais belas horas que existem em minha vida
Ver a madrugada nascer florida.


As árvores balançam calmas seus fortes galhos,
As flores de frio gemem sem agasalho,
E os passarinhos põem-se a cantar e a deslumbrar
Quem de longe assiste ao sol raiar.


Quando o sol descamba
Calmo no horizonte,
Os passarinhos voltam aos seus ninhos;
A lua, no céu tristonha,
Além da cerração,
Enche de esperança
Meu coração."


* De: Alcides Morais, Luizinho e Godofredo. Cantam: Pedro Bento e Zé Estrada.

** Carta recebida, nesta data, de amiga de infância que pensava já não mais se lembrar de mim.







Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 120 vezesFale com o autor