Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
87 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57493 )
Cartas ( 21184)
Contos (12619)
Cordel (10174)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44271)
Humor (18617)
Infantil (3899)
Infanto Juvenil (2845)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138240)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4979)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Grampeador* -- 05/05/2016 - 15:39 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Grampeador*



Prezado Roberto:** hoje de manhã, estava em cima de minha mesa (esqueci-o assim, mas permanece, como sempre, na gaveta), próximo do computador, o grampeador que altruisticamente me cedeu, com os votos de sucesso.

Incrível, ainda conserva a etiqueta que pôs: APLAN/BENEDITO. Época de poucos recursos materiais, e a Empresa tentava sobreviver com o que lhe era possível.

Quando fui para o DEPAS, em 1994, todos me ajudaram (lá não havia muita coisa). O amigo Assis me forneceu mesa, cadeira, telefone e basculantes.

O Dr. Wagner Moreira dos Santos, que era o Chefe da APLAN, permitiu que eu fosse com a vaga. Outro dia, nos encontramos e lhe autografei o Dádiva. Na oportunidade, recordei o favor que me fez. Ele, no alto da grandiosidade do espírito, falou:

─ Puxa, nem me lembrava disso!

Havia muitos manuais por implantar, inclusive o MANPAT. Graças a Deus (e com ajuda eficaz do Dino e do colega Alvim) consegui finalizar o projeto.

Dr. Túlio, primeiro Chefe do DEPAS, dava todo o apoio. As DRs, naquela época, faziam questão de contribuir: nunca precisei reiterar nada.

O filme é longo; a recordação, muito forte; a gratidão, eterna!

Desculpe-me, amigo, eu não deveria estar escrevendo isso a um doutor, que agora já conclui o pós-doutorado.

Que Deus o abençoe e faça muito feliz!

Com a estima e o abraço do
Benedito



* Brasília, DF, 31/07/2014.

** Dr. Roberto Campos da Rocha Miranda, pós-doutorando.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 174 vezesFale com o autor