Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
243 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58117 )
Cartas ( 21211)
Contos (12849)
Cordel (10239)
Crônicas (22074)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13451)
Frases (45259)
Humor (18931)
Infantil (4146)
Infanto Juvenil (3227)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138693)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1057)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5245)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Velho casarão* -- 21/03/2016 - 09:22 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Velho casarão*

Prezado Dr. Napoleão, parabéns pela seleção do soneto do Professor Romeu Jobim. Muito lindo. Coloquei-o no site. Ficou assim (já teve 4 visitas):


Velho casarão*

(Romeu Barbosa Jobim, que há pouco nos deixou)

Meu coração é casa abandonada
que a ação do tempo envelheceu e cujas
salas vazias servem de morada
a fantasmas, morcegos e corujas.

Menina-moça que andas pela estrada,
sendo noite de luar, convém que fujas
desta triste mansão mal-assombrada,
de portas gastas e paredes sujas.

Segundo antiga lenda, nessas noites,
canta o bruxo que a habita (oh! não te afoites!)
e à sua voz, na jovem que o ouve, medra

fascínio tal que, em transe mais profundo,
ela transpõe as portas de seu mundo,
mas, quando o encara, se transforma em pedra.

Com a estima e o abraço do
Benedito

* Romeu Barbosa Jobim, pioneiro de Brasília, desembargador, poeta, escritor, meu professor de português há mais de 50 anos. Seleção de Napoleão Valadares (Jornal da ANE, janeiro/março-2016, p. 2).



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 220 vezesFale com o autor