Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
182 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58139 )
Cartas ( 21211)
Contos (12855)
Cordel (10239)
Crônicas (22080)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13453)
Frases (45289)
Humor (18935)
Infantil (4156)
Infanto Juvenil (3232)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138700)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5249)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->O Rolezinho da Violência. -- 10/02/2014 - 21:42 (Marco Túlio de Souza) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O Rolezinho da Violência.

Na TV “lutas” violentas são patrocinadas por multinacionais para que tenham bastante sangue (se não e o IBOPE?) e as crianças nas salas e os pais pedindo para reduzir a idade penal dos menores.
Torcidas organizadas, organizadas mesmo não é entre aspas não.
Existe no Brasil uma “turminha” de pequenos burgueses disfarçados de bons meninos ricos.
Bravos, batedores, destruidores de patrimônio público, covardes acoitados pelas leis brasileiras que, emitem habeas corpus para eles numa rapidez incrível.
Enquanto isso nas cadeias pais de família, jovens aguardam julgamento por crimes que cometeram como fome, frio, dor, uma ponta e acabam virando criminosos.
E os Black Bostas continuam soltos, quebrando, matando, amedrontando e ameaçando cidadãos.
Mataram um jornalista e essa porra desse Desgoverno Brasileiro, essa “Justiça Brasileira” solta uma nota de repúdio ao que aconteceu.
Não é porque foi um jornalista que morreu que eu estou escrevendo isto não, foi à maneira que ele foi assassinado ao vivo e a cores covardemente.
Não morreu um jornalista não, morreu um cidadão.
Os assassinos já estão praticamente soltos, pois vão pagar uma cesta básica e depois irão fazer um rolezinho de violência.
Só falta esses hipócritas mandarem uma Bandeira Brasileira bem passada, para ser entregue a família do Cinegrafista Santiago Andrade.
Democracia é uma coisa impunidade é outra.
Detesto esta palavra coisa, mas infelizmente esta é a palavra que mais encaixa no momento para as “autoridades” deste país.

Autor: Marco Túlio de Souza
Todos os direitos reservados ao autor.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui