Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
220 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58115 )
Cartas ( 21211)
Contos (12846)
Cordel (10239)
Crônicas (22074)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13451)
Frases (45257)
Humor (18930)
Infantil (4146)
Infanto Juvenil (3226)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138690)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1057)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5245)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Despedida (HJCC)* -- 04/09/2015 - 11:20 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Despedida*


Caros Colegas:


Alguns já devem ter conhecimento, encontro-me em momento de afastamento das atividades laborais da Empresa.


Entrei na Empresa em 1978, pela Escola Superior de Administração Postal, onde pude ser imediatamente contagiado pela cultura organizacional da ECT. Empresa séria, de prestígio nacional e internacional, que por décadas goza do respeito e carinho da sociedade brasileira.


Dediquei à Empresa, acredito no rigor da cultura absorvida, 37 anos de trabalho, sempre tentando trabalhar com muita alegria e entusiasmo, que me ajudaram a atravessar todos os seus rios e mares, com e sem tempestades e pororocas.


Não deixo o barco, apenas desembarco no meu porto final. Firme e forte. Confidencio, ainda com muita motivação e uma ferrenha vontade de ficar. Mas outras atividades pessoais dependem da minha dedicação integral.
Deixo a Empresa em momento de transformação. Momento de reflexão, de reposicionamento empresarial, que, com crença indubitável, acredito ser o caminho certo e necessário a ser seguido.


Mas valendo-nos da magnitude que essa Casa tem e da forte força de trabalho aqui existente e disponível, fazendo-se realmente com que o “todo” represente mais do que apenas um somatório de “partes”, esse novo caminho será estratégica, tática e operacionalmente desenhado e constituído. Os resultados rapidamente começarão a aparecer. Resultados esses que darão novo ímpeto e brilho aos trabalhadores, novo horizonte ao Governo Federal, à sociedade e, fundamentalmente, aos nossos clientes.


A ECT espera de todos nós uma postura diferenciada para esse enfrentamento. E ela merece!


Muitas são as reflexões que nos ocupam num momento desses, mas coloco aqui algumas que considero importantes:


a) pedir perdão a todo e qualquer colega por todo e qualquer ato de falha, falta ou omissão que eu tenha sido motivador;

b) agradecer a todos que me ajudaram nessa vida profissional, principalmente com ensinamentos, com palavras sinceras, com amizade, respeito e apreço;

c) agradecer pela paciência que muitos tiveram comigo;

d) ressaltar que acredito na potencialidade da competência e capacidade dos trabalhadores dessa Casa;

e) exortar por uma única forma de trabalhar numa empresa: em equipe, com alegria, sem apegos, com empatia, e, acima de tudo, colocando-se a serviço um do outro;

f) Peço a Deus que ilumine, conduza, dê força e sabedoria aos nossos dirigentes.


Por fim, agradecer a Deus e a minha família, que muito me ajudaram, me fortaleceram e me entenderam por todo esse tempo de trabalho dedicado à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.


Levo a sensação de ter sido útil à Empresa, com a qual criei não um simples relacionamento profissional e laboral, mas, acima de tudo, um laço forte de amor.


Meu último pedido: Cuidem dessa Empresa!


Um forte e fraternal abraço, extensivo às respectivas equipes e familiares.

Henrique Maranhão


* Henrique Jorge Coelho de Carvalho, meu colega de trabalho por quase 40 anos, meu ex-chefe, amigo de todas as horas e cultor das letras.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 130 vezesFale com o autor