Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
149 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58133 )
Cartas ( 21211)
Contos (12850)
Cordel (10239)
Crônicas (22080)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13451)
Frases (45273)
Humor (18933)
Infantil (4152)
Infanto Juvenil (3229)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138693)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1057)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Marcos Noronha (agradecimentos)* -- 02/01/2015 - 15:28 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Marcos Noronha (agradecimentos)


Amigo Marcos Noronha: muito grato por tudo! Sem dúvida, pessoas do seu nível é que fazem a diferença. Parabéns e votos de que continue percorrendo com sucesso pleno a estrada do saber, que você bem conhece e domina!

Desculpe-me: só há pouco abri a mensagem maravilhosa que me encaminhou. Ontem, em casa, perguntei pela entrega dos livros, que agora sei em suas mãos. Mais uma vez, perdoe-me.

Sim, Marcos, há quase 45 anos, com muita alegria e gratidão, meu pseudônimo é Guarani. Permita-me tomar seu tempo para dizer, ainda que sinteticamente, como ele surgiu em minha vida. Era outubro de 1970. Eu precisava participar de concurso literário (talvez ─ e até onde chega meu conhecimento ─ fosse um dos primeiros de Brasília). Uma das exigências do regulamento: pseudônimo do autor. Sem maiores preocupações, escrevia sem ele (punha a identificação real em meus escritos). Esse nome surgiu por ter lido, estudado e feito trabalho sobre o livro Iracema, de José de Alencar, no qual obtive nota 9 do meu inesquecível e rigoroso professor de português (Sonilton Campos, escritor, poeta, jornalista, advogado, funcionário concursado da Câmara dos Deputados).

Curioso, Marcos, certamente por não haver candidatos mais fortes, tirei o primeiro lugar. A solenidade de premiação foi encantadora, humilde e marcante para todos os que dela participaram. Concedeu-me o diploma o Dr. Durval Martins Lindoso, presidente do SESC-DF na época. Há décadas não o vejo, mas vou procurá-lo porque, além de tudo, foi quem me entregou um dos primeiros prêmios literários.

Assim, amigo, o pseudônimo Guarani conservarei até o final dos meus dias. Muita sorte tem-me dado. A ele sou muito grato.

À Telma e aos meninos transmiti os votos de feliz ano de 2015 que lhes desejou.

Que Deus o abençoe e conceda vida longa, saudável e venturosa!

Com a estima e o abraço do
Benedito

* Brasília, DF, 02/01/2015.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 110 vezesFale com o autor