Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
171 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58137 )
Cartas ( 21211)
Contos (12855)
Cordel (10239)
Crônicas (22081)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13452)
Frases (45289)
Humor (18935)
Infantil (4155)
Infanto Juvenil (3232)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138699)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5249)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->João Guilherme CE* -- 02/12/2014 - 09:12 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
João Guilherme CE*



Prezado João Guilherme, segue o artigo de que lhe falei.
Com a estima e o abraço do
Benedito

Celetista (aposentadoria)*


Se o trabalhador regido pela CLT pensar no que deixará de perceber economicamente ao aposentar-se, jamais o fará.


Só se aposentará se refletir mais ou menos assim:


- Vou deixar de:


a) trabalhar (chegar antes e sair depois);

b) obedecer a horários e a superiores;

c) liderar empregados (há os que nada querem com o serviço e os que trabalham mesmo!);

d) usar terno e gravata;

e) alimentar-me mal e depressa;

f) resolver dissídios e amenizar alguns conflitos;

g) transpor outros empecilhos que o exercício de qualquer atividade faz nascer e ameaçam a estrutura empresarial.


Após esse - por assim dizer - ganho inquantificável matematicamente, ainda receber alguns trocados.


É questão apenas de escolha. Cada um decide conforme lhe aprouver.


* Brasília, DF, 29/11/2014.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 91 vezesFale com o autor