Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
115 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57367 )
Cartas ( 21181)
Contos (12598)
Cordel (10136)
Crônicas (22252)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44122)
Humor (18580)
Infantil (3845)
Infanto Juvenil (2800)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138537)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4943)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Desaposentação (viabilidade)* -- 14/03/2014 - 09:09 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Desaposentação (viabilidade)*


Amigo Dulcino: por questão até de agradecimento ao proprietário que nos tratou muito bem, almocei no restaurante de ontem: ele perguntou por você e por que não havia ido. Disse-lhe que estava com muito trabalho e não nos falamos na parte da manhã. Assim, tentei corresponder-me à gentileza dele.


Quanto à desaposentação (em alguma oportunidade lhe transmiti o meu entendimento), não sou favorável. Não é o meu caso porque já estou no limite máximo. Lecionei quase 40 anos em faculdades (27 numa e 12 em outra). Sem falar no ensino médio, do qual guardo grata recordação. Os salários eram pequenos, mas, somados com os da nossa empresa, permitiram compor o benefício. Creio que você deve estar no mesmo caso; se não estiver, recebe algo próximo do máximo. Então, sugiro: só opte por ela se economicamente lhe for viável, ou seja, passar a receber pelo menos 50% a mais do que recebe. Esses processos são lentos, cheios de recursos e quando alguém ganha (se ganha) já se foi há muito.


Ontem construí e publiquei esta frase:


Desaposentação*


Desaposentação, salvo melhor juízo, é algo que requer muita cautela: é temerário abrir mão do que já está garantido em troca de alguma coisa coisa que pode (ou não) ser real.


Enfim, cada contribuinte tem sua situação que deve ser respeitada e vista com minúcias. Todavia, como diz o ditado: "Quem muito quer acaba levando pouco." Na democracia, as associações, são muito fortes e podem fazer bastante pelos seus associados. Consulte o advogado de uma delas. O colega Haroldo tem muitos pontos de vista louváveis. Ouça-o igualmente.


Com a estima e o abraço do
Benedito

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 115 vezesFale com o autor