Usina de Letras
Usina de Letras
18 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->CUIDADO COMIGO -- 20/01/2002 - 23:17 (Anita de Souza Coutinho) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
CUIDADO COMIGO



Vejo um clip antigo.;

A porta continua fechada...

eu ainda calada

sem asas

sem parâmetro.;

Vogal dissimulada...



Assisti ao trailer da velha história

pensei bobagens

deixei de ouvir o telefone tocar.;

Tenho nova interpretação agora.



Prefiro nem ver como as coisas são.



Minha criatividade é séria.

Minha seriedade é melancólica

e de tudo isto eu tenho vergonha.



Escondo meu verso

por pura falta de certezas...

Fico estrondo de idéias

se chocando nas rochas de minha orla

meus avessos em terremoto

e à noite é sempre hora de chorar.



Meu sorriso tem sido

tal qual fogos de artifício:

nítidos,

óbvios,

breves,

seguidos de cinzas.



Me envergonho do verso que faço...

meu olhar, um cisco

minha volta, meu passo

meu rumo, meu mapa

meu auto-retrato, meu traço.



Cuidado comigo!

Baby, é sério: cuidado.

Muito cuidado.

Pode quebrar

e já está trincado.



Baby, cuidado comigo.

Muito cuidado.

Tudo dói,

é frágil

e pode quebrar.







Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui