Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
201 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58107 )
Cartas ( 21211)
Contos (12845)
Cordel (10239)
Crônicas (22073)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13451)
Frases (45253)
Humor (18925)
Infantil (4144)
Infanto Juvenil (3225)
Letras de Música (5503)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138679)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5244)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Wal 8R* -- 18/06/2013 - 14:48 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Wal 8R*


Obrigado, Wal.


Querida, quem lê um livro, de autor amigo, para apreciar cochilos de português, nem lê nem aprecia.

Pretendo ler e apreciar o livro, que me toca profundamente. Talvez não me fiz entendido.

Anotei coisas que me dispertaram a atenção. Não tive (nem tenho a brutalidade e a ignorância de querer revisar livro tão encantador, de pessoa que foi minha colega há mais de 50 anos).

Por todo o mal jeito, desculpe-me. Pode crer: com mais de 11.000 escritos no UL e 12 livros publicados continuo aprendendo: com certeza, não soube me expressar. Por favor, leia a crônica Vergonha no livro Harmonia, que bem reflete o que penso de certas situações.

Ainda comentando os grifos (por gentileza, entenda que estou desejando exaltar a beleza do que leio), quanta ternura ao descrever a passagem de seu vovô! Isso é maravilhoso e, nos dias atuais, vai-se diluindo no meio de outros procedimentos. Anotei, na p. 14, 1º §: Minha infância em família, debaixo de mangueiras e abacateiros, cheia de brincadeiras, rezas e cantigas, era muito feliz. Eu digo: agraciado quem pode afirmar isso. A felicidade é um bem sem valor econômico, e a infância cheia dela, riqueza do espírito.

Até o final, hei de anotar muitos períodos. A maneira com que narra os fatos é agradável e leva o leitor a querer descobrir o que há na página seguinte.

Envio a crônica de que lhe falei quando estivemos, por poucos minutos, debaixo do seu bloco. Junto, está a resposta do apresentador do programa, a quem a encaminhei.

Com a estima e o abraço do
Bené


Brasília, DF, 13/06/2013.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 132 vezesFale com o autor