Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57377 )
Cartas ( 21181)
Contos (12602)
Cordel (10138)
Crônicas (22257)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44132)
Humor (18585)
Infantil (3846)
Infanto Juvenil (2802)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138545)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Wal 5E* -- 18/06/2013 - 14:24 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Wal 5E*


Obrigado, Wal.

A leitura da contracapa do seu livro A Cor da Minha Vida (Uma história sobre Brasília, Amor e Superação) reacendeu a chama que observei muitas vezes minha querida vovó acender. Ela era fazendeira e raras coisas comprava na cidade. Tudo produzia na fazenda: açúcar, aguardente, polvilho, manteiga de leite, tecidos de algodão, farinha, fubá, além de todos os cereais. O quintal tinha a dimensão de dois campos de futebol. Frutas havia à vontade e de graça.

Pena que eu era muito pequeno. Só agora, na idade avançada, entendo que aquilo era uma riqueza enorme. Vovó trabalhou até a morte, que foi serena: deitou-se à noite para descansar e não acordou mais. Deveria ter 80 anos ou mais um pouquinho.

Com a estima e o abraço do
Bené

* Brasília, DF, 11/06/2013.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 89 vezesFale com o autor