Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
210 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58715 )
Cartas ( 21228)
Contos (12992)
Cordel (10259)
Crônicas (22156)
Discursos (3160)
Ensaios - (9339)
Erótico (13468)
Frases (45913)
Humor (19098)
Infantil (4328)
Infanto Juvenil (3505)
Letras de Música (5466)
Peça de Teatro (1333)
Poesias (137828)
Redação (3036)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2425)
Textos Jurídicos (1942)
Textos Religiosos/Sermões (5404)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->O Mesmo Início de Ano II -- 31/12/2020 - 08:25 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

 

 

 O Mesmo Início de Ano II

 

Ainda nos lembramos da festividade do início do ano, muitos fogos de artificio, todo mundo reunido, seja nas praias ou seja nos campos, aquela contagem regressiva, muitos sonhos e aspirações, regado à tradicional “cidra”, alguns pulando  ondas, outros trocando  o primeiro beijo do ano, o primeiro afago.

Outros até  fazem prece, aqui em Salvador muitos vão para a Colina Sagrada, preparando o ano vindouro com muita expectativa.

Toda essa cerimônia é repetida em diversos anos, chovendo ou fazendo sol e até durante a pandemia as pessoas continuam com toda essa expectativa, para que o ano vindouro seja melhor.

Tudo isso agora está maximizado pelas redes virtuais, uma grande parte das pessoas, segue  “paripasso”  toda essa cerimônia, esperando, pois, que algo mude  na sua vida.

Nesse ano, todos nós fomos pegos  de surpresa, diante de uma pandemia, sem precedentes nesse século, até então.

Muitos  imaginaram que o mundo iria acabar, outros imaginaram que a população iria sumir, acontecendo diversos conflitos dentro e fora dos lares, potencializando muitas vezes o que temos de bom e até o que temos de ruim.

Assim fomos  nos arrastando durante esse ano, aprendendo e observando, percebendo que existe muita gente boa nesse mundo, assim como existe gente de comportamento duvidoso, que perde o seu tempo somente para impingir o mal, mesmo a quem pratica o bem e também gente praticando o bem, para quem tem perfídia no pensamento.

Tudo isso faz parte do ser humano, que é controverso, capaz de grandes feitos e de feitos terríveis, pois vivemos em uma coletividade, entretanto temos que perceber que a nossa vida aqui na Terra é um sopro, agora mais do que nunca!

Vamos refletir sobre tudo que fizemos, tentando melhorar como seres humanos, pois vivemos em uma coletividade, todos precisam de todos, pois o que fazemos de bom e o que fazemos de ruim, certamente será cobrado de alguma forma, onde o início de ano certamente será  igual, contudo o final do mesmo, depende muito de cada um de nós!

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

2x Dr. Honoris Causa em Literatura

Instagram : marceloescritor

 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui