Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
205 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58715 )
Cartas ( 21228)
Contos (12992)
Cordel (10259)
Crônicas (22156)
Discursos (3160)
Ensaios - (9339)
Erótico (13468)
Frases (45913)
Humor (19098)
Infantil (4327)
Infanto Juvenil (3505)
Letras de Música (5466)
Peça de Teatro (1333)
Poesias (137828)
Redação (3036)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2425)
Textos Jurídicos (1942)
Textos Religiosos/Sermões (5404)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Final de Ano da Reflexão -- 24/11/2020 - 20:07 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

 

Final de Ano da Reflexão

 

 

Esse ano teve uma nuance bem diferenciada de todos os outros, a gente já percebia que seria um ano forte, pelas suas características numéricas, mas não imaginava que seria tão pungente e avassalador, exigindo tudo de nós como ser humano.

Foi uma verdadeira escola da vida, porque exigiu que refletíssemos sobre o poder de união do nosso povo, tanto como o poder de reflexão para com todo o nosso planeta.

Tudo isso, de uma forma ou de outra, é uma  reflexão de como andam as nossas relações interpessoais e até a relação com o nosso ecossistema.

Hoje em dia a nossas relações com outras pessoas, estão se modificando acentuadamente, principalmente com o advento das novidades tecnológicas, que são importantes, entretanto temos que saber usar.

Quantos casos presenciamos   de pessoas enfurnadas  no mundo virtual, durante a quarentena, sendo, pois, um dos únicos meios de comunicação, plausíveis  nesse momento difícil?

Quantos casos de relacionamento familiar  foi corroído pela pandemia?

O ano todo foi se arrastando  no  planeta, quanto sofrimento e provação as pessoas passaram; entretanto, mesmo depois dessa agrura, muitos de nós ainda não aprenderam nada sobre união e respeito, seja entre as pessoas, seja para com a natureza.

Quantas vezes presenciamos ataques ao nosso meio, aqui mesmo na minha morada, ou até mesmo em cartões postais tradicionais, como na Lagoa do Abaeté?

Entretanto ainda estamos mergulhados nos nossos problemas e nos problemas que a pandemia proporcionou.

Deus na sua infinita sabedoria nunca iria dar uma provação que nós não possamos  cumprir, mesmo essa dificuldade  coletiva, que está complicado  superar, mas com união e discernimento, aos poucos  superaremos e retomaremos o controle dessa grande nave chamada “Terra” .

Nesse Natal, vamos refletir mais profundamente, sobre o que estamos passando, em todos os âmbitos, não nos esqueçamos  de quem está sofrendo, nessas expiações  divinas, onde o confinamento, que é uma palavra tão forte, possa ser de reflexão e de esperança, pois como todos nós sabemos, nenhum mal existe para sempre e também como estamos cansados de saber, “não cai uma folha de uma árvore sem a permissão de Deus”.

Fechemo-nos em orações ou vibremos por dias melhores, que certamente virão,  que esse percalço  seja um grande ensinamento para o mundo, que é um só corpo, cuja mãe pátria é a Terra.

Feliz Natal e um Ano Novo cheio de Paz e Esperança!

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

2x Dr. Honoris Causa em Literatura

Do blog: http://marceloescritor2.blogspot.com

Instagram: marceloescritor

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui