Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
224 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57939 )
Cartas ( 21204)
Contos (12792)
Cordel (10234)
Crônicas (22052)
Discursos (3145)
Ensaios - (9188)
Erótico (13455)
Frases (45024)
Humor (18875)
Infantil (4089)
Infanto Juvenil (3117)
Letras de Música (5496)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138516)
Redação (2983)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2416)
Textos Jurídicos (1932)
Textos Religiosos/Sermões (5184)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Ó tempora, ó mores -- 26/07/2020 - 15:15 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Quem se envolve com a política hoje em dia não conta, a não ser as contas que tem e em segredo mantém. A política movimenta tantos interesses, tantos recursos e poder que fica difícil contar, ou desse conjunto se afastar, sobretudo para quem entra no ramo, ou nos galhos mesmo.

Mas a verdade é que era difícil, no nosso passado de 5 ou 6 décadas, associar a política ao enriquecimento para além das rachadinhas que, na realidade, e no sentido menos figurado podiam mais era levar o político à ruína. Das finanças e das confianças.

Falava-se, por exemplo, que Adhemar de Barros, o governador da mais rica unidade da Federação roubava. Mas mais arroubava com o seu roubo mas faço. E ficava tudo por aquilo mesmo. Além do mais, era mais a exceção do que a regra.

A política era um território mais do alcance dos já abonados, ricos até. Um torneiro mecânico teria chance dalguma vitória majoritária? O róbvio ululava. Era tudo coisa de Casa Grande. No caso de Jânio é correto afirmar que ele viveu sempre por tutu. Mas com a riqueza dele, ao que consta, só esse Elo há...

E inda há pouco ouvi que o eminente JK não amealhou fortuna com a política. E que ao longo de sua vitoriosa e brilhante trajetória em seu nome só teve uma fazenda. E eu creio, e a essa assertiva me rendo, mas emendo: uma fazenda, e muitas fazendo...

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 15 vezesFale com o autor